terça-feira, 31 de agosto de 2010

Tornado Super Motard

Alex Pavaneli, um empresário de Jaú, anda de moto há uns oito anos, começou de Agrale e nesse tempo já competiu com várias motos em várias modalidades como Rally, Veloterra, Cross country, e Motocross. Ultimamente compete com essa Tornado super tunada no Super Motard. Na primeira prova que entrou já chegou em segundo lugar.
Vejam as Modificações: Motor de 400 cm3 com 40,58 CV a 8300rpm 3,64 kgf.m a 6800 rpm medidos em dinamômetro.
Preparação no motor: Cabeçote trabalhado com instalação de quatro válvulas especiais. O carburador foi usinado para colocar uma borboleta maior e na embreagem um kit com sete discos, usado somente para off roard ou motard. Biela forjada, cilindro em cromo duro com pistão forjado marca PRO - X. A caixa de filtro de ar foi modificada, as carcaças usinadas e feita a troca dos comandos de válvulas, assim como a alteração no Cdi que teve a curva modificada e o avanço superando o limite original de giro. Sistema de escapamento de modelo duplo, com duas ponteiras. A curva do coletor que sai do motor foi feita em tubo de 42,5 mm e as ponteiras confeccionadas em tubo de alumínio de 200 mm. Suspensão dianteira: Instalação de válvulas RACE TECH ajustando a pré carga de molas, aumento de curso e fluido sintético.Suspensão traseira: Ajustada a pré carga de mola, aumento de curso, fluido sintético, pressurização com nitrogênio e modificações na válvula de laminas do hidráulico.
Freio dianteiro: Disco flutuante de 360 mm modelo wave e flexível reforçado com malha de aço inoxidável, melhora muito a sensibilidade e potência do freio.
Freio traseiro: Conjunto de freio traseiro Nissin com burrinho, pinça e disco de 220 mm modelo wave. Os suportes de fixação do burrinho foram modificados no quadro, assim como o reservatório de óleo, buchas, parafusos e flexível reforçado com malha de aço inoxidável.
Roda dianteira: Aro em alumínio laminado em liga especial 7000 marca Monaco 3.5 polegadas pneu Pirelli 120 x 70 x17Roda traseira: Aro em alumínio laminado liga especial 7000 marca Monaco 4.5 polegadas e pneu Pirelli 150 x 70 x17

Diversos
• Guidão em alumínio com barra marca Monaco.
• Protetores de mão Circuit com alma de alumínio.
• Protetores de quadro personalizados e revestidos com anodização vermelha.
• Paralama dianteiro integrado com number plate especial.
• Adesivos personalizados incluindo capa de banco, abas do tanque, tampas laterais e paralamas .
• Tratamentos de superfície como pinturas especiais, anodização em peças de alumínio e cromo nos parafusos, porcas e suportes de ferro.
Fonte: Preparador: Valmir Polaco (valmir@polacomotos.com.br).

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

CASA CHEIA NA ABERTURA DO CAMPEONATO MUNICIPAL “ADRIANO DANTAS DE MEDEIROS” EM CARNAÚBA DOS DANTAS


A história nos mostra que o povo de Carnaúba dos Dantas gosta realmente de futebol. Neste domingo (29) o gramado do Estádio Municipal José Henrique Dantas foi palco da abertura do Campeonato Municipal de Futebol “Adriano Dantas de Medeiros”, o maior evento esportivo de todos os tempos do município, que reunirá mais de 225 atletas.
Formado por 15 equipes, divididas em 3 grupos, o campeonato patrocinou dois jogos, com início às 13:30 horas, com a partida Grêmio 1 Entre Amigos 0; enquanto o segundo jogo foi entre o Atlético 9 contra o FAX 0.
O Público pagante foi de 215 pessoas com uma renda de R$ 430,00. Os próximos jogos acontecerão no sábado (1 jogo) e no domingo (2 jogos). Um dado interessante é que a renda líquida do jogo foi rateada entre as equipes participantes.
Segundo o secretário de esporte Denilson Alves a previsão é que a final aconteça no final de novembro do corrente ano de 2010.

O prefeito Alexandre Dantas (Boboca), se fez presente no Povoado Ermo


Alexandre Dantas (Boboca), acompanhado do Secretário de Esporte Denilson Alves, se fez presente no Povoado Ermo para prestigiar o tradicional torneio de futebol envolvendo equipes da zona rural, com representações das comunidades e das cerâmicas, dentro da programação da Festa do Padroeiro do Povoado São Francisco de Assis.
A final foi entre o Palmeiras e o Mulambo, ambos do Povoado, sagrando-se campeão o Palmeira que venceu seu oponente por 1 tento a zero. Foram premiados com troféus o campeão e vice, além do jogador artilheiro (Tiaguinho) e o goleiro menos vazado (Ramon), ambos do Palmeiras, que foram entregues pelo prefeito Alexandre, Secretário de Esporte Denilson Azevêdo e pelo Coordenador de Esporte Pepeto.
Todo o evento esportivo foi transmitido ao vivo pela Rádio Cabugi do Seridó, com apoio dos radialistas Jarbas Fonseca e Toscano Neto.
Fonte:Aristóteles Filho
Assessor da prefeitura
Carnaúba dos Dantas/RN
Email: totadearistoteles@hotmail.com
WWW.CARNAUBADOSDANTAS.COM

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Trilha do Carrasco

No último fim de semana (domingo-22/08/10) aconteceu mais uma sensacional trilha em Carnaúba dos Dantas, dessa vez saindo da comunidade Carnaúba de Baixa (sítio de Ronilson), em direção ao Corredor, chegando ao Carrasco (um lugar que qualquer trilheiro deveria conhecer), e aproveitar a belíssima paisagem. Depois sairmos em direção ao Braz, retornando para casa.

Essa trilha tem vários tipos de dificuldades, e excelentes lugares para descansar, é um lugar de rara beleza, com cachoeiras, formações rochosas diversificadas, terrenos variados, etc.

Veja algumas fotos:

Fonte: Alex Estevam.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

DICAS: SEGURANÇA BÁSICA PARA MOTOCICLISTA.

1. Ande sempre equipado. 
Você já leu e ouviu isso muitas vezes, mas já parou para pensar no que significa? Andar equipado é mais do que usar corretamente o capacete. É ter proteção para os olhos, mãos, pés, tornozelos, joelhos e cotovelos. Na estrada e na cidade, pois a maioria dos acidentes acontece em áreas urbanas.
Lembre-se que o clima quente não justifica negligências com a segurança. Para enfrentar o calor procure escolher o equipamento mais arejado que encontrar.
2. Farol aceso o tempo todo, seja dia ou noite.
Lembre-se que, a 40 metros de distância, uma motocicleta pode sumir do campo visual do motorista até mesmo atrás do terço pendurado dentro do carro. Por isso, muitas vezes você está fora do foco dos motoristas. O farol da moto aceso ajuda a torná-lo mais visível. Roupas e capacete de cores claras também ajudam.
3. Concentração é fundamental.
A moto é mais rápida e menos visível que os demais veículos. Só isso bastaria para exigir muita concentração. Mas tem outra questão. Ela combina pouca segurança passiva com boa segurança ativa. Trocando em miúdos, em geral a moto tem mais facilidade que um carro para livrar-se de situações difíceis (segurança ativa). Mas se o acidente acontecer (segurança passiva), o piloto estará menos protegido do que o motorista.
Para que possa usufruir da segurança ativa, o piloto tem de estar atento o tempo todo. Só assim ele pode usar todos os recursos que a moto possui para evitar acidentes. Até aquele antigo ensinamento, que diz "na dúvida, acelere", só vale se você estiver atento! Por isso, tudo que atrapalha a concentração constitui perigo para o motociclista, principalmente a pressa, o nervosismo, o cansaço e o álcool.
4. Pilote de forma defensiva.
A atitude defensiva no trânsito significa dirigir por você e pelos outros, antecipar-se em relação aos erros alheios e demais riscos. Pense que, uma vez envolvido em um acidente, pouco adianta provar que a culpa foi de outra pessoa. Aí o piloto já estará dentro do gesso (na melhor das hipóteses). Então, aprenda a antever as imprudências e erros dos outros.
5. Conheça as ameaças mais comuns. 
Quando você anda de moto, está sujeito a situações de potencial risco típicas desse veículo. É preciso conhecê-los para saber evitá-los. Um dos principais são as freqüentes fechadas que sofremos no trânsito. Muitas vezes os motoristas não têm intenção de fazer isso, eles apenas não percebem a moto por perto. A atitude mais segura é ter sempre o pressuposto de que o motorista não está vendo sua moto. Mantenha margem de manobra.
Não se esqueça de outros pequenos imprevistos que, para um motociclista, são uma ameaça. Um pedestre distraído, um cachorro atrapalhado, um pássaro em rota de colisão com a viseira ou fios/cordas atravessando seu caminho podem provocar acabar com o seu passeio. Necessário destacar que existe a praga das linhas de pipa. Uma linha perdida, deslizando sobre a pele, pode ser um susto embaraçoso. Se ela for revestida com cerol, pode ser fulminante. Corta como uma navalha voadora. No caso de cerol, não confie na proteção de materiais como couro ou náilon (aliás, já estão à venda no mercado hastes metálicas protetoras para instalação no guidão da moto, parecidas com antenas de rádio).
6. Desenvolva o autocontrole.
Acelerar uma motocicleta pode ser tão gostoso e excitante a ponto de o prazer embotar a noção de prudência. Por isso, sem autocontrole você pode ser vítima de si mesmo. Adrenalina é legal, mas na hora e no lugar certos. De preferência, num circuito próprio para altas velocidades.
7. Identifique as armadilhas do solo. 
Em cima de duas rodas não tem jeito. Se você for traído pelo solo numa curva, é provável que vá comprar chão. Piso molhado, areia solta, buracos, costela de vaca e, principalmente, óleo na pista. Esses obstáculos podem estar onde você menos espera. Lembre-se que, na curva, o alcance da visão é pequeno. Também é nas curvas e rotatórias que ônibus e caminhões com tanques cheios derramam diesel.
Produtos escorregadios também podem soltar-se da carga (coisas como grãos, leite ou frutas no chão significam perigo de derrapagem).
8. Viajar à noite, não. 
Pode ser que um dia tenhamos condições propícias para viagens noturnas. Por enquanto, não temos. Pra começar, a maioria das motos não tem iluminação eficiente, embora os fabricantes já comecem a corrigir esse problema em alguns modelos de última geração. Além disso, viseira de capacete não tem limpador. Imagine-se à noite, sob chuva, com a luz dos faróis refletida na viseira molhada. A lama que os caminhões jogam na viseira também atrapalha a visão. Mas o pior de tudo é que a maior parte das rodovias brasileiras é precária e mal sinalizada, não permitindo uma viagem segura durante a noite.
9. Olhe para a frente.
De tão óbvia, tal recomendação seria cômica se o motivo não fosse trágico. Muita gente se espantaria se houvesse um sensor capaz de acusar quantas vezes desviamos os olhos enquanto pilotamos. Seja para ver um outdoor, identificar uma moto diferente que passa, observar um tumulto na esquina, "filmar" uma gatinha maravilhosa, admirar a paisagem ou para conversar com o garupa. Uma quantidade considerável de acidentes acontece naquele exato momento em que o piloto detém os olhos no retrovisor ou em algum ponto que não seja à sua frente.
10. Assaltos, um perigo a mais. 
Como se não bastassem todos esses cuidados e os "abusos" que sofremos no trânsito, agora temos mais um problema. Os assaltantes estão de olho em nossas motos, sejam elas pequenas ou grandes, nacionais ou importadas. Infelizmente, não há muito o que fazer. Reagir não é aconselhável. Acelerar para escapar é outro risco. Então, se estiver sozinho, evite locais onde os assaltantes tenham facilidade de atacar. Geralmente eles usam outra moto para abordar as vítimas.
Fique atento sempre que alguma moto com dois ocupantes estiver se aproximando. Quando estacionar, procure escolher locais menos vulneráveis e use algum dispositivo anti-furto na moto.
Pensamento positivo
Depois de ler essas dicas, você poderá dizer: "se eu sair por aí só pensando em quedas e acidentes, vou acabar caindo mesmo!"
De fato. Se você se concentrar no tombo, tem boa chance de cair. Aliás, acontece algo parecido sempre que o piloto quer se desviar de um buraco mas, em vez de olhar para o desvio, fixa os olhos no obstáculo. Vai passar sobre o buraco, com certeza.
O segredo é simples: mentalize as reações corretas, pense sempre na conduta segura e não naquilo que você pode fazer de errado.

Texto: José Ricardo Zanni

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Quais as principais diferenças entre uma moto de cross e de enduro?

dif1 As motos destinadas ao enduro têm que estarem de acordo com as normas de circulação rodoviária já que estas provas percorrem estradas e caminhos abertos ao tráfego normal. Tecnicamente, independentemente de falarmos de motores 2T ou a 4T, as principais diferenças são: Nas motos de enduro a curva de binário permite ter potência a rotações mais baixas. As relações do câmbio são diferentes, normalmente numa moto de Enduro a primeira e a segunda velocidade, são mais curtas para permitir enfrentar as trilhas. Também acontece a última velocidade (quinta ou sexta) ser mais longa que numa moto de cross.

dif2 As motos de enduro têm normalmente um ângulo de suspensão da frente mais aberto, o que lhes dá mais estabilidade. As motos de enduro têm algumas pequenas diferenças na concepção e afinação das suspensões, para lhes permitir encaixarem melhor os pequenos choques e melhorarem o conforto do piloto.

Fonte: Revista Moto.

domingo, 22 de agosto de 2010

Resultado Final – Rally Dos Sertões

Resultado Final entre as motos -

em parênteses a classificação na categoria:

1º MARC COMA -  Esp -KTM 690 – (1º SP2): 25h52min42

Martc Coma1

2º FELIPE ZANOL – Bra -Honda 450 – (1º PR1): 26h10min07

zanol2

3º KUBA PRZYGONSKI – Pol -KTM 690 – (2º SP2): 26h32min26

KUBA PRZYGONSKI

4º DAVID CASTEU – Fra -Sherco 450 – (1º SP1): 26h44min

DAVID CASTEU

5º DARIO JULIO – Bra -Honda 450 – (2ºPR1): 26h49min08

Dário Júlio1

Zanol surpreende em sua 1ª participação em Rally: Campeão na Production e Vice-Campeão Geral.

Terminados os dez dias de disputas, os mineiros, estreantes na prova, se saíram melhor do que podiam imaginar. São os únicos brasileiros no meio dos estrangeiros, favoritos na competição pela experiência e equipamentos comprovadamente superiores.

A coincidência é que os dois pilotos, Felipe Zanol e Dário Júlio, são pilotos de enduro e nunca participaram do Rally Sertões. Agora, pelos excelentes resultados obtidos, já podem sonhar com o Dakar.

Zanol fez uma estréia impressionante no Rally. Foi o piloto que mais venceu especiais (5 especiais, em 10 disputadas). Vice-Campeão do Rally na classificação geral, foi o Campeão em sua categoria, a Production. Na classificação Geral Zanol  ficou atrás apenas do espanhol Marc Coma, que é Bi-campeão do Dakar e Tricampeão Mundial, além de ser piloto oficial da KTM.

Já Dário ficou sempre entre os 7 primeiros, ficando por 2 vezes em 3º lugar na prova. Se sua meta no ínicio era terminar a prova e tentar ficar entre os 10 primeiros, superou com folga as expectativas. O mineiro Dário Julio foi quinto na classificação geral e o segundo em sua categoria, a Production.

Fonte: Rally dos Sertões

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

O Atleta Carnaubense, Tales é destaque nos JERNES, C. Novos-RN

Foto: Tales e Kôka.

O atleta Tales foi o grande destaque na Corrida Regional do Jernes na cidade de C. Novos-RN, onde o mesmo foi campeão nos 1.500 e 3.000 metros rasos. Tales esteve representando a Escola Estadual “João Henrique Dantas”, de Carnaúba dos Dantas, a “TERRA DA MÚSICA”. Com este ótimo resultado que o atleta Tales obteve o mesmo se classificou para Correr a mesma competição na capital do estado, Natal-RN, que será no mês de outubro.

Os Carnaubenses parabenizam o atleta Tales pelas excelentes vitórias obtidas nas duas competições realizadas na TERRA DA XELITA, e deseja boa sorte para a próxima competição na CIDADE DO SOL.

VALE SALIENTAR QUE OS ATLETAS CARNAUBENSES, KÔKA E TALES FAZEM PARTE DA ELITE NORTE-NORDESTE DE ATLETISMO E PATROCÍNIO DE “CAMISETA E BONÉ” NÓS ARRUMAMOS POR AQUI MESMO.

Fonte: Blog do Totinha

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

COMEÇOU A COPA CD DE VELOCROSS-2010

Primeira etapa da Copa CD de Velocross-2010

Um estilo que se espalhou pelo sul do Brasil, ganhou espaço na região sudeste, e chegou ao Seridó do Estado do Rio Grande do Norte, em Carnaúba dos Dantas. Assim é o Veloterra, uma modalidade esportiva em que motos de diversas cilindradas disputam velozmente, curva a curva, os primeiros lugares.
“A grande inovação do Veloterra é a oportunidade que a modalidade oferece a pilotos comuns e com motos usadas no dia a dia para transporte e trabalho, de acelerarem como pilotos profissionais a um custo muito baixo”. Explica Civanildo Filho, Dir. da Free-Eventos e grande incentivador do esporte.
VC FL (força livre)
Categoria destinada para pilotos com nível avançado. E foi exatamente isso que foi demonstrado. Com a presença de grandes nomes do OFF ROAD CARNAUBENSE, a última bateria do dia foi marcada por alta velocidade e excelente nível técnico. O piloto Binha ( Karniceiros Racing), mostrou que realmente está em uma excelente fase, largou na frente e lá ficou até o final. Em segundo ficou Lulu Poeirinha que acompanhou o ritmo de Binha, mas não o suficiente para ameaçar a liderança e completando o pódio, Emanuel em uma incrível corrida de recuperação, após uma incrível batida com Lequinho.
CLASSIFICAÇÃO DA 1ª ETAPA DA COPA CD DE VELOCROSS 2010

Colocação Piloto Moto

1. Binha Bros150cc

2. Lulu Tornado 250cc

3. Emanoel CRF 230

4. Beguim CG 125

5. Lequinho Bros150cc

6. Dentim CG 150cc

7. Lula XLR 125cc

8. Diego Yamaha 125cc

9. Carlinho XR 200cc

10. Malucão XR 200cc

Com o grande sucesso alcançado em sua primeira etapa da copa, os organizadores decidiram voltar com força total para a segunda edição do campeonato.
A 1° Copa CD de Velocross-2010, segue para a segunda etapa, que será realizada no dia 22 de agosto de 2010, no mesmo local.

Mais informações: 84-8721-0097 / 3479-2285

Fonte: Alex Estevam

Novas Motos em Lançamento

Tem gente que não gosta de motos, mas sabemos que as motos podem ser tão útil como os carros, tudo depende de como será sua utilização. Cada Moto tem uma finalidade, é só escolher qual modelo se aperfeiçoa, as suas condições.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Está tudo pronto para a Trilha de Lages, que acontece nos dias 28 e 29 de agosto. Confira a expectativa!






Acontecerá dia 28 e 29 deste mês uma das melhores trilhas do estado a Trilha de Lages, organizada por Alexandre, passando Extremoz, Ceará Mirim, Taipú, Poço Branco, João Câmara, Pedra Preta e finalmente chegando a Lages.
Segundo Francivan (boneco de mola), para percorrer um dos trajetos mais difíceis do estado muitas são as dificuldades encontradas, água, lama, pedregulho, barro e areia, são os desafios deste evento.

A organização conta também com o pessoal de apoio, estes já com bastante experiência em trilhas Sally e Naldo, são os responsáveis por isso, uma espécie de Doctor (doutor), resolvem quase tudo e se não resolvem inventam.

Fonte: Alexandre

1ª Copa CD de Velocross-2010

A cidade de Carnaúba dos Dantas-RN, receberá a partir do próximo domingo (dia 15), e nos domingos seqüenciais, 08 (oito) etapas da 1ª Copa CD de Velocross. A pista que já é bem conhecida dos pilotos é considerada umas das melhores do estado, com um circuito de altas e baixas velocidades. Pilotos de cidades vizinhas já confirmaram presença em peso.

A equipe organizadora não mediu esforços para fazer um grande evento, e com um bonito domingo de sol a festa com certeza ficará completa.
As disputas começara as 08h30min. com a categoria FL (força livre) na pista. A 1ª Copa CD de Velocross, é uma realização independente, com apoio de amigos e da HB Construtora.

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...