terça-feira, 30 de novembro de 2010

Urgente: Rio de Janeiro: Proprietários de motos roubadas no Rio poderão recuperar seus veículos.

clip_image001

 - Os proprietários de motocicletas roubadas que foram apreendidas durante as ocupações da polícia na Vila Cruzeiro e no conjunto de favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, poderão recuperar seus veículos. Ao todo, foram quase 300 motocicletas apreendidas e levadas para o pátio da Polícia Civil, mas o número pode chegar a 500.

- Segundo o delegado da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), Márcio Mendonça , as motocicletas serão encaminhadas para o Pátio Legal, da Polícia Civil, em Deodoro, na Zona Oeste. O espaço é destinado a abrigar os veículos roubados ou furtados recuperados na Região Metropolitana do Rio.

clip_image003
- “Muitas motos não têm seguro. As pessoas vão ter satisfação em receber a moto de volta”, disse Mendonça, em entrevista à Rádio CBN. Segundo ele,  os proprietários dos veículos apreendidos serão notificados e chamados para comparecer ao pátio para que reconheçam os veículos.
- Ainda de acordo com o delegado, apesar das notificações, as pessoas devem se interessar por buscar informações no Pátio Legal: “o pátio é centralizado em Deodoro para facilitar as pessoas a terem uma informação correta”.

clip_image005

- Ao todo, nas duas ocupações foram apreendidas cerca de 290 motos. De acordo com o delegado da DRFA, na Vila Cruzeiro, foram 200 motos e, no Alemão, outras 90. “Vamos recuperar o patrimônio das pessoas. Este número ainda vai subir muito. Vamos chegar a 500 veículos recuperados”, comentou.
- Como fazer:
Os interessados em checar se sua moto foi encontrada e levada para o Pátio Legal devem ir ao local munidos dos documentos pessoais e do veículo. É importante também informar dados e características das motos pois, segundo Márcio Mendonça, muitas podem ter sido adulteradas.
Os proprietário podem se cadastrar ainda no site
www.patiolegal.com.br, com informações sobre o veículo roubado.
Endereço: Avenida Duque de Caxias 334, Deodoro.
Telefone: 0800 707 2846

Fonte: estadolivre

Motocross : 7ª Etapa da Copa Norte ES de Motocross 2010 em Barra de São Francisco-ES.

clip_image001

Premiação em Dinheiro

MX1

Importada Intermediária

MX2

MX3

Importada Iniciante

1º    600,00

1º 200,00

1º 300,00

1º 200,00

1º Troféu

2º    400,00

2º 150,00

2º 200,00

2º 150,00

2º Troféu

3º    250,00

3º 100,00

3º 150,00

3º 100,00

3º Troféu

4º    180,00

4º   80,00

4º 100,00

4º   80,00

4º Troféu

5º    100,00

5º   50,00

5º   60,00

5º   50,00

5º Troféu

6º   .  70,00

6º   50,00

6º   60,00

6º   50,00

6º Troféu

7º....  70,00

7º   50,00

7º   60,00

7º   50,00

7º Troféu

80cc

Nacional Força Livre

Nacional Trilheiros

Nacional Intermediária

Nacional Iniciante

1º Troféu

1º 200,00

1º Troféu

1º 100,00

1º Troféu

2º Troféu

2º 150,00

2º Troféu

2º   70,00

2º Troféu

3º Troféu

3º 100,00

3º Troféu

3º   60,00

3º Troféu

4º Troféu

4º   80,00

4º Troféu

4º   50,00

4º Troféu

5º Troféu

5º   50,00

5º Troféu

5º   40,00

5º Troféu

6º Troféu

6º   50,00

6º Troféu

6º   30,00

6º Troféu

7º Troféu

7º   50,00

7º Troféu

7º   30,00

7º Troféu

- Treinos Livres á partir das 09h00min. / Corrida ás 12h30min

- Organização: Marcelo Guerra (33)9107-9080 / Gilberto Gil (27)9968-4439          

Fonte: Marcelo Guerra

Motocross : II Cross Natal sem Fome em Itaperuna-RJ no Itapuã Clube.

ANUNCIO DE EVENTO: 11 e 12 de dezembro

clip_image001
Pelo segundo ano consecutivo estou realizando um evento beneficente em minha cidade chamado Cross Natal Sem Fome. Uma prova de Cross Country realizada dentro de uma ilha do Rio Muriaé. No local da prova teremos estacionamento para motor-home, área de camping, churrasqueira, piscina, sauna, banheiros e toda a infra-estrutura necessária para a realização de um evento de grande porte. Teremos 4 categorias e R$5.000,00 em premiações. Seguem as fotos do evento do ano passado e material de divulgação. A prova deste ano será nos dias 11 e 12 de dezembro.”
Organização Cacau Castro(22)9813-1003. Veja cartaz e fotos.

clip_image002

clip_image003

Fonte: Cacau Castro

Stock Car : Max Wilson e Ricardo Maurício fazem promoção para a grande final.

Equipe escolherá um apaixonado pela velocidade para assistir ao vivo a decisão da temporada; o escolhido ainda dará uma volta ao lado dos pilotos

- Nos dias de hoje, os sites de relacionamento e redes sociais já são um sucesso por toda Internet. E a equipe RC, de Max Wilson e Ricardo Maurício, aproveitou essa brecha para 'chegar' mais perto dos fãs da velocidade. Desde sexta-feira, dia 26, ela está fazendo uma promoção nos seus Facebook e Twitter oficiais. Como prêmio, Max e Ricardinho levarão um torcedor de qualquer lugar do Brasil, com tudo pago e direito a acompanhante, para assistir à grande final da Stock Car, que acontece no dia 5 de dezembro, em Curitiba. Além da viagem, o vencedor ainda fatura uma volta rápida nos carros dos pilotos número 65 e 90.

clip_image001

Max Wilson e Ricardo Maurício posam com os fãs na etapa de Brasília (Foto: Fernanda Freixosa)

- Para participar, os internautas devem enviar mensagens de boa sorte para os dois pilotos da RC. O autor do melhor incentivo será o escolhido para o fim de semana dos sonhos de qualquer apaixonado pela maior categoria do automobilismo brasileiro. Para ganhar a promoção vale tudo: postar história, foto, poema, desenho, vídeo ou o que os internautas acharem que irá emocionar os pilotos e a equipe.
- O regulamento completo do concurso cultural pode ser acessado no
site oficial da equipe RC. O concurso será encerrado nesta quinta-feira, dia 2 de dezembro, às 17h (de Brasília). Só serão válidas as mensagens enviadas até essa data e hora.

- Na última etapa disputada, em Brasília, a RC conquistou o título antecipado por equipes da Stock Car 2010. O time ainda pode garantir o título dos pilotos também, já que Max Wilson e Ricardo Maurício estão entre os quatro que ainda têm chances de subir no lugar mais alto do pódio no final do ano: o carro 65 é o líder da temporada, enquanto Ricardinho está na quarta colocação. Eles disputam com Cacá Bueno e Allam Khodair o trófeu de campeão.
- A etapa de Curitiba acontece no próximo domingo, dia 5 de dezembro, e tem largada prevista para às 11h (de Brasília). Para acompanhar todas as emoções desta grande final, basta assistir ao Esporte Espetacular, que transmite ao vivo, e na íntegra, a decisão da temporada 2010 da maior categoria do automobilismo brasileiro.

Fonte: globoesporte.com/Rafael Honório RJ

Formula 1: Os 10 melhores pilotos de 2010

- Após a lista das cinco melhores equipes de 2010, o Voando Baixo publica a lista dos dez melhores pilotos desta temporada da Fórmula 1, na minha opinião, pelo quarto ano consecutivo. Sei que ela – como sempre, aliás – vai causar algumas polêmicas, mas a caixinha de comentários está aqui para isso. - - Peço apenas que os internautas mantenham o nível. Críticas serão aceitas, desde que construtivas e educadas.

Estes são os dez melhores pilotos da temporada 2010:

clip_image002clip_image004

1º Sebastian Vettel (RBR)

Não foi regular, mas foi o mais rápido do ano. Cometeu muitos erros até a metade do campeonato, mas acordou após as críticas na Bélgica, quando bateu em Button. Impecável na Coreia do Sul (motor quebrado) e nas vitórias em Interlagos e Abu Dhabi.

clip_image006clip_image008

2º Fernando Alonso (Ferrari)
Começou o ano bem, mas amargou a má fase da Ferrari. O erro no em Mônaco foi seu ponto mais baixo do ano. Reagiu e cresceu junto com o carro e teve um segundo semestre espetacular. Ficou marcado pelo apoio ao jogo de equipe na Alemanha.

clip_image010clip_image012

3º Robert Kubica (Renault)
O melhor piloto das equipes médias nesta temporada. Mesmo com um carro inferior, Kubica incomodou muito as três grandes, com desempenhos brilhantes na Austrália, Mônaco e Bélgica, quando subiu ao pódio. Merece uma vaga melhor na F-1.

clip_image014clip_image016

4º Mark Webber (RBR)
Ninguém apostava nele. Todos os holofotes estavam sobre o companheiro Vettel. Impressionou no meio da temporada com sua regularidade e por desempenhos espetaculares como o de Silverstone. Mas perdeu fôlego na hora decisiva.

clip_image018clip_image020

5º Lewis Hamilton (McLaren)
Mesmo sem o melhor carro da temporada, teve desempenhos consistentes até a metade da temporada e assumiu a liderança do campeonato. Mas cometeu erros nos GPs da Itália e de Cingapura e jogou as chances do bicampeonato no lixo.

clip_image022clip_image024

6º Rubens Barrichello (Williams)
O ano de Barrichello não começou bem. Com um carro ruim, o brasileiro amargava posições no meio do pelotão. Mas ele trabalhou, ajudou no desenvolvimento da equipe e passou a lutar por uma vaga no Q3. Ainda tem muita lenha para queimar na F-1.

clip_image026clip_image028

7º Nico Rosberg (Mercedes)
Quase todos (inclusive eu) consideravam a ida para a Mercedes um erro. Mas ele colocou Michael Schumacher no bolso ao longo do ano e superou com folga o companheiro heptacampeão. Com um carro melhor, poderia ter avançado mais.

clip_image030clip_image032

8º Jenson Button (McLaren)
Parecia ser um ano muito promissor para o campeão de 2009. Liderança e duas vitórias no começo. Mas foi só. O inglês se apagou à medida que Hamilton melhorava seu desempenho. Andou bem em Monza, com um acerto diferente, mas caiu de novo no fim.

clip_image034clip_image036

9º Kamui Kobayashi (Sauber)
É o showman da Fórmula 1 atual. Fez parecer fácil o que todos julgam complicado na categoria: as ultrapassagens. Cometeu erros, mas andou muito bem com os pneus duros e se destacou durante as corridas. Ousado, é uma grande aposta para o futuro.

clip_image038clip_image040

10º Nico Hulkenberg (Williams)
Tido como muito promissor, o “Hulk” começou mal o ano, sendo amplamente superado por Barrichello. Mas cresceu e foi o único das equipes médias a conseguir uma pole, no treino chuvoso do Brasil. Perdeu a vaga na Williams, mas merece continuar na F-1.

Fonte: globoesporte.com/ Rafael Lopes

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Motocross: Definidos todos os campeões do Pro Tork Brasileiro de Motocross.

clip_image001

- Jorge Balbi Jr. vence a MX1 em Siqueira Campos/PR e fatura carro 0Km- Com cerca de 300 pilotos inscritos e grande presença de público, a 8ª e última etapa do Pro Tork Brasileiro de Motocross 2010, realizada neste fim de semana no Centro de Treinamento Pro Tork, em Siqueira Campos/PR, foi um enorme sucesso. A prova, válida também pelo Campeonato Paranaense e pelo Brasileiro de Motocross Júnior, definiu os títulos ainda pendentes na competição, com destaque para as conquistas de Davis Guimarães (MX3), Marçal Muller (MXJr), Kioman Munhoz (65cc), Bruna Bartz (MXF) e a vitória de Antonio Jorge Balbi Júnior (2B Duracell) nas categorias MX1 e MX2, levando para casa um carro e uma moto 0km.

clip_image002

- O dia começou com uma grande disputa na categoria MX3. Vencedor da primeira etapa do campeonato, justamente em Siqueira Campos/PR, Nico Rocha (Pro Tork) fez o holeshot e assumiu a ponta, travando belo duelo com o catarinense Milton "Chumbinho" Becker (Pro Tork). Nico venceu a prova, mas quem mais comemorou foi Davis Guimarães (Pro Tork), que terminou em terceiro, e mesmo assim garantiu seu primeiro título brasileiro.
- Andaram falando algumas coisas, mas está aqui a resposta. Deus é pai, mas olha por todos e este título é a prova disso. Estou muito feliz por ser o campeão brasileiro. Agradeço ao meu mecânico Brutus, minha família, meu personal Otávio, meu grande amigo Paulo Stedile e ao meu time Pro Tork Racing - declarou Davis.

clip_image003

- Na categoria MXJr. o gaúcho Marçal Muller (Kawasaki/SobreMotos/MSR) não precisava de muito esforço para confirmar o título. Líder na classificação geral com grande vantagem sobre o segundo colocado, Marçal necessitava apenas fazer a largada para ser campeão. Enquanto o gaúcho estava tranquilo, Rodrigo "Lama" (2B Duracell) veio com a faca nos dentes.
- Apesar de não ter mais chances de título, Rodrigo queria fechar o ano com vitória. O piloto sergipano, que não teve um bom início de temporada por ainda estar se recuperando de lesão, já havia vencido a 3ª etapa, em Guarapari/ES. "Lama" acelerou forte e não deu chances para a aproximação de Marçal, garantindo sua segunda vitória no ano. O catarinense Victor Feltz terminou na quarta colocação, atrás de Anderson Amaral (2B Duracell), e ficou com o vice-campeonato.
- Não poderia haver melhor maneira de encerrar a temporada do Brasileiro. Não pude brigar pelo título, pois não disputei as primeiras etapas, mas essa segunda vitória prova que estou recuperado e em boa fase - diz Rodrigo.
- Ausente na 7ª etapa do campeonato, em Brasília/DF, o mineiro Antonio Jorge Balbi Júnior (2B Duracell) voltou com tudo para a final do Pro Tork Brasileiro de Motocross 2010. Depois de vencer a bateria da categoria MX2, seguido por Anderson Cidade (Yamaha/Geração) e Marcello "Ratinho" Lima (Vaz/Kawasaki/Rinaldi), Balbi voltou ainda mais determinado para a MX1. O piloto mineiro travou belíssimo duelo com Cidade, levantando o público nas arquibancadas. No final, nova vitória, mais uma vez seguido por Anderson Cidade, mas com o argentino Jose Felipe (Pro Tork) na terceira posição. Marcello "Ratinho" conquistou o vice-campeonato na MX2, e seu irmão Eduardo "Dudu" Lima (Vaz/Kawasaki/Rinaldi) foi o vice na MX1.
- Infelizmente fiquei fora da luta pelo título, mas provei que se eu estivesse saudável o ano inteiro eu estaria na briga. Mas o Scott (Simon) mereceu e está de parabéns pelo campeonato. Estou muito feliz, pois todas as provas que eu participei na categoria MX2 eu venci, e na MX1 só perdi em Siqueira. Minha recuperação foi fantástica, Comemorar bastante as vitórias e o carro zero, pois não é todo dia que isso acontece, agradecer a minha equipe, dar parabéns ao meu pai pelo aniversário e continuar trabalhando pois tem muita coisa pela frente - declarou Balbi.

clip_image004

- A categoria MXF, que estreou este ano no Campeonato Brasileiro de Motocross Júnior, também definiu sua primeira campeã nacional. Bruna Bartz (Bogul Filtros/Repsl/GP1 Kawasaki) voltou a vencer e, seguida por Maiara Basso (Cereais Basso/IMS), Katia Schneider (Melissas SA/Pro) e Janaina Todeschini (Farover Transp./Todeschini), garantiu o título de campeã brasileira.
- Ofereço esse título ao meu tio, que me leva às corridas, à minha mãe, que está nos Estados Unidos, a quem eu mando um beijo com muita saudade, ao meu treinador e a todos que me apoiaram. O campeonato feminino de motocross valorizou muito as meninas que andam. Espero que nos próximos anos tenhamos ainda mais mulheres andando e que o nível do motocross feminino fique cada vez mais alto - afirmou Bruna Bartz.
- Na categoria 230cc, nova vitória do campeão antecipado Carlos Eduardo Franco (Pro Tork), seguido por Nivaldo Viana (2B Duracell) e Germano Vandresen (Mega Motos/Brasil Racing). Com um 4º lugar, Ismael Rojas garantiu o vice-campeonato. Na 85cc, também vitória do campeão antecipado, Anderson Amaral (2B Duracell), seguido por João Pedro Pinho (Brasil Racing/Fly/Dragon), que conquistou o vice-campeonato, e Pedro Henrique Bueno (Brasil Racing/Mundial Prime).
- Treinei muito esse ano para disputar esse título. Foi sofrido, pois venho tentando há vários. Talvez eu suba de categoria no ano que vem, indo para a Júnior. Sei que nada é fácil, mas vou batalhar e me esforçar bastante para conseguir novos títulos - ressaltou Anderson Amaral.
- Entre a garotada, a vitória na categoria 65cc ficou com o gaúcho Enzo Lopes (Pirelli/Freeday/Answer), seguido por José Brayan Soares (Kaiani/Dipil/Lavizoo) e Kioman Munhoz (Rinaldi/Agel). Esta foi a 4ª vitória de Enzo na temporada, mas como o gaúcho não disputou uma das etapas por estar machucado, não conseguiu repetir a conquista do título de 2009, quando foi campeão da categoria 50cc. O título do campeonato ficou com Kioman Munhoz, que somou 180 pontos, contra 168 de Enzo.
- Na 50ccA, vitória de Gabriel Andrigo (Fredy Tintas/Tintas Killing), seguido por Lucas Torres (Lem Motor/ASW/Radiex). Com esse resultado, Lucas garantiu o título de campeão e Gabriel foi o vice. Na 50ccB, a vitória foi de Arhur Todeschini (Expresso Sul/Cetric/Moto Jeans), seguido por Matheus Favero (Clean Dete) e Thiago Brenner (Brasil Racing/By china). Guilherme Torres (Lem Motor/ASW/Radiex) foi o campeão e Arthur Todedschini o vice.

Fonte: Moto Esporte / Marcos Branco

Corano vence Grande Final do TNT SBK. Colatreli chega em 5º e é campeão.

clip_image001

- Como já era esperado, a Grande Final do TNT SBK, que aconteceu neste domingo (28.11) em Interlagos, SP, foi marcada por muita emoção. Em uma prova sensacional, Bruno Corano conquistou sua primeira vitória na competição, após uma corrida espetacular. Mas quem comemorou mesmo foi Murilo Colatreli, que chegou em 5º e conquistou o título.

clip_image002

- Corano dominou todos os treinos na sexta e no sábado, obtendo a pole-position. Por isso, era apontado como o grande favorito para vencer a prova. Logo no início, porém, o piloto errou na largada e caiu para a décima posição, dificultando suas chances de vitória.
- Melhor para José Luiz “Cachorrão” Teixeira, da Cachorrão Racing Team e Maycon Zandavalli, da Spiga Racing, que aproveitaram o erro de Bruno e assumiram a primeira e segunda colocação, respectivamente. Um acidente envolvendo Alessandro Ferraz, da Moto BR, e Newton “Cisso” Crespi, Spiga Racing, fez com que a prova a direção de prova acionasse o procedimento de segurança.

clip_image003

- Na relargada, Zandavalli saiu melhor e saltou na frente, colocando Cachorrão na segunda posição. Corano começou a ganhar posições e, volta após volta, foi se aproximando dos líderes.
- Na metade final da prova, o paulista ultrapassou Alecsandre “Doca” de Grandi, da De Grandi Bardhal, Cachorrão e chegou em Zandavalli, entrando de vez na briga pela vitória. Faltando apenas quatro voltas para o final, fez a ultrapassagem e assumiu a liderança, que manteve até o final da corrida.
- “Estava na hora de conseguir minha primeira vitória no TNT. Foi uma prova muito dura, o nível dos pilotos subiu demais do início do ano pra cá e eu, depois que errei na largada, sabia que teria muitas dificuldades. Felizmente deu tudo certo”, festejou o piloto, que destacou muito seu equipamento para conseguir a vitória.
- “O Diablo SuperCorsa, meu pneu, provou, mais uma vez, que suporta as mais adversas condições de tempo. Hoje, por exemplo, a pista estava muito quente e ele me deu muita segurança. Por isso que é um dos melhores pneus do mundo, utilizado nas mais disputadas corridas de motovelocidade da Europa”, disse ele, falando sobre os pneus Pirelli.
- Quem não estava nem aí para a briga pela vitória era Murilo Colatreli, que precisava apenas de uma sexta colocação para ficar com o título. Desde o início, o piloto fez uma prova consciente e sem se arriscar muito, focado em conquistar seu primeiro título na categoria Superbike.
- “Posso não ter sido o piloto mais rápido em todas as etapas mas, com certeza, fui o mais constante. Prova disso é a tabela de classificação. Sonhei com esse título a semana inteira e agora que conquistei, não sei nem o que dizer”, disse o piloto, visivelmente emocionado.
- Na Pró-AM, o título ficou com Diego Pretel (Pretel Racing), que, ao longo da temporada, provou que é capaz de andar na frente também na categoria principal. O vice-campeão foi Anderson “Danadinho” (Motos LS) e o terceiro foi Ricardo Pelosini, da Boi Motos.

- Na categoria Master, a vitória ficou com Paulo Gabriel, o Paulinho, da Suzuki Máxima, mas o título ficou com Ricardo Gornati, da Gornati Racing. Uma contusão fez com que Paulinho não disputasse todas as etapas e ficasse fora da briga pelo título. Entre os Estreantes, o campeão foi Alessandro Ferraz, seguido de Alan Douglas, da Franco Bachot/Tripp Jeans e Heber Pedrosa, da Spiga Racing.
- Encerrada a temporada 2010, a organização e os pilotos já começaram a pensar na próxima temporada. A competição deve acontecer com 14 etapas, duas a mais que este ano. Com o nível da competição crescendo a cada dia, a expectativa é de um campeonato ainda mais equilibrado.

clip_image004

- Para o próximo ano, a competição deve se fortalecer ainda mais. “Acredito que o ano que vem teremos um campeonato ainda melhor. Ao que tudo indica, teremos maior exposição na mídia, mais pilotos e ainda mais emoção”, afirmou Bruno Corano, que faz parte da comissão dos pilotos que trabalha na organização da competição e é composta por nove membros. Confira os resultados completos da prova no link: http://www.cronomap.com.br

Fonte: Moto Esporte / Marcos Branco

Corrida dos Campeões : Português Filipe Albuquerque, surpreende, bate favoritos, vence e desbanca nomes como Sebastian Vettel e Sebastien Loeb.

MOTORRACING-CHAMPIONS/

Filipe Albuquerque comemora vitória na
Corrida dos Campeões, na Alemanha (Reuters)

- O português Filipe Albuquerque surpreendeu ao vencer neste domingo a Corrida dos Campeões, em Dusseldorf, na Alemanha. O ex-piloto da A1GP garantiu o título após vencer na final o heptacampeão mundial de rali Sebastien Loeb, cotado com um dos grandes favoritos.

- Antes de superar Loeb, o piloto português já havia deixado para trás outra grande estrela do automobilismo: o atual campeão da Fórmula 1 Sebastian Vettel, nas semifinais. O jovem alemão já havia se encarregado de eliminar seu compatriota Michael Schumacher.

- Em seu primeiro desafio neste domingo, Albuquerque o também português Álvaro Parente, com quem havia garantido a classificação para a competição deste ano.

clip_image002

Filipe Albuquerque superou até o atual campeão mundial da Fórmula 1, nas semifinais (Foto: Reuters)

Fonte: GLOBOESPORTE.COM Dusseldorf, Alemanha.

Acidente mata piloto de 38 anos em categoria de monopostos no Ceará.

clip_image002

- Daniel Maia acerta a mureta dos boxes do Autódromo Virgílio Távora e não resiste aos ferimentos. Corrida foi cancelada neste domingo após batida.

- Um acidente fatal marcou a última etapa da Fórmula V 1.8 Master, categoria de monopostos disputada no Ceará. O piloto Daniel Maia, de 38 anos, perdeu o controle na curva antes da reta de chegada, rodou e bateu forte na mureta da entrada dos boxes do Autódromo Virgílio Távora, na cidade de Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza, com o carro número 20.

- De acordo com o "Diário do Nordeste", Daniel Maia foi retirado inconsciente do carro. Ele foi levado de ambulância para o Hospital de Messejana em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos. Por causa do acidente, os organizadores das categorias Marcas, CTM, Fórmula V 1.8 Master e Superturismo decidiram cancelar as outras corridas do fim de semana de encerramento no Ceará.

- O corpo do piloto de 38 anos foi sepultado na manhã desta segunda-feira, 29, às 11h (horário local), no cemitério Parque da Paz, na capital Fortaleza.

Por GLOBOESPORTE.COM / Fortaleza-CE

Honda: Novo Honda Scoopy SH 300 é de dar água na boca e faria sucesso no Brasil.

clip_image001

- Mas por enquanto só para os europeus, já que a Dafra saiu na frente com o Citycom 300 e a Honda brasileira ainda precisa correr atrás do prejuízo. Lançado em 2007, o SH 300 agora foi reetilizado, ganhou banco revestido de couro, alterações no quadro e novos acertos nas suspensões.

- As características que o fizeram um sucesso de vendas permanecem: o motor 280 cc de 26 cv com injeção eletrônica, rodas de liga leve aro 16”, plataforma plana para os pés e a versão com freios C-ABS, de acionamento combinado na dianteira e traseira. Aguardaremos o SH 300 por aqui, assim que a Honda – assim como nos confidenciou uma fonte – conseguir viabilizar um bom preço com a montagem em Manaus. Se mantidas as relações de preço praticados na Europa, com o Citycom a R$ 12,3 mil, o Honda SH 300 custaria aqui desanimadores R$ 17,2 mil.

Fonte: Revista Duas Rodas.

KTM: Segredo - Flagramos o KTM X-BOW embarcando para o Brasil

clip_image001

- DUAS RODAS flagrou o embarque dos automóveis esportivos X-BOW da Europa para o Brasil, quase um mês antes do anúncio da nova operação da marca no País. A austríaca KTM nomeou um novo representante para a marca no Brasil e apresentará em dezembro uma nova rede de concessionárias e linha de produtos. Diz-se nos bastidores que a KTM quer trazer a uma Duke 200 cc como produto de entrada e o X-BOW seria o produto “premium”.

clip_image002

Nova Duke 200 seria semelhante a atual 125

- Após muita especulação a austríaca KTM confirma oficialmente a criação de uma subsidiária brasileira para gerir os negócios da marca diretamente, em substituição à atual representante. “O Brasil é não só o maior mercado sul-americano como um dos que mais cresce em importância no mercado mundial de motos”, explica a marca no comunicado. A KTM confirma que está perto de fechar negócio com uma montadora em Manaus (AM), que assim como fez a BMW com a G 650 GS permitiria reduzir o preço final ao consumidor. Serão montados mais de um modelo, entre os quais uma versão 200 cc da Duke 125 apresentada no Salão de Colônia, em outubro. A KTM Duke 200 será montada no Brasil a partir do segundo semestre do ano que vem e, assim como ela, a marca cogita outros modelos dedicados especificamente ao mercado brasileiro. clip_image003

Duke 200 seguirá as linhas da atual Duke 125.

Fonte: Revista Duas Rodas.

Desafio Internacional de Supermoto: Rafael Fonseca é o grande campeão.

Rafael Fonseca é campeão do Desafio Internacional de Supermoto.

- Piloto da Lawanteam vence as duas baterias e fatura o título para o Brasil, deixando para trás as estrelas Alexandre Barros e Sete Gibernau.

- O brasiliense Rafael Fonseca, da equipe Lawanteam, foi o grande campeão do Desafio Internacional de Supermoto na cidade baiana de Lauro de Freitas. Mesmo com o forte calor no Kartódromo Ayrton Senna, que marcou 35 graus à sombra, o piloto confirmou o título em favor do Brasil neste domingo, após vencer as duas baterias da competição. Fonseca é o atual campeão brasileiro e paulista da modalidade e deixou para trás as estrelas do motociclismo mundial Alexandre Barros e Sete Gibernau.
clip_image002

- O piloto foi o mais rápido dos treinos cronometrados e conquistou a pole position. Na primeira bateria, realizada no sábado, o público levantou com uma briga acirrada entre Fonseca e Gibernau, com vitória confirmada para o brasileiro nos últimos momentos da corrida.
- Já na segunda bateria, Fonseca largou na oitava posição por conta do grid invertido. Logo no início, alguns pilotos se embolaram e Alexandre Barros acabou caindo e abandonando a prova, assim como Gibernau. Fonseca conseguiu não se envolver no acidente e aproveitou para acelerar até a primeira posição, assumindo a liderança na quinta volta. O piloto administrou a vantagem até o final e fechou o evento com dobradinha.

clip_image004
- Os oito primeiros na classificação do Desafio Internacional de Supermoto foram: Rafael Fonseca (50 pontos), Francisco Velasco (27), Beto Guizardi (26), Danilo Andric (24), Philippe Thiriet (21), Simone Cecchet (21), Sete Gibernau (20) e Alexandre Barros (16).
- A Lawanteam contou ainda com Juliano Meira, que ficou em nono lugar com 16 pontos, além de Alisson “Paraguaio” (13º, seis pontos), Gerson Incerti (14º, cinco pontos), Carlos Medero (16º, cinco pontos) e Simão Lawant (cujo resultado está sendo confirmado pela cronometragem). O próximo desafio da equipe está marcado para o dia 4 de dezembro, em Goiânia (GO), na final do Campeonato Goiano de Supermoto.
Fonte: Lawantem

domingo, 28 de novembro de 2010

Desafio Internacional Bahia Supermoto 2010: Acabou agora a pouco.

clip_image001

O Pódio é do BRASIL.

1º – Nº 1 – RAFAEL FONSECA (BRA)

clip_image003
2º – Nº 2 – FRANCISCO VELAS (BRA)

3º – Nº 64 – DANILO ANDRIC (BRA)

- O BAHIA DESAFIO INTERNACIONAL DE SUPERMOTO 2010, reunir os melhores pilotos das categorias Moto Cross, Motovelocidade e SuperMoto brasileiro e pilotos internacionais da Moto GP, a corrida segue as mesmas regras e moldes de um Campeonato de Moto GP, e foram convidados 20 pilotos que participarão das baterias, colocando lado a lado as feras das duas rodas em uma disputa sensacional.
- O Evento aconteceu no kartódromo Ayrton Senna, nos dias entre 26 a 28 de novembro, em horários que variam entre às 09h (26), às 12h30minh (27) e às 08h30minh (27), na cidade de Lauro de Freitas- BA.

- Relação dos Pilotos que participaram do Desfio Internacional de Supermoto-2010

Nº 1 – RAFAEL FONSECA (BRA)
Nº 15 – SETE GIBERNAU (ESP)
Nº 4 – ALEX BARROS (BRA)
Nº 114 – BETO GUIZARDI (BRA)
Nº 23 – SIMONE CECCHETI (ITA)
Nº 36 – PHILIPPE THIRIET (BRA)
Nº 8 – JULIANO MEIRA (BRA)
Nº 64 – DANILO ANDRIC (BRA)
Nº 2 – FRANCISCO VELAS (BRA)
Nº 357 – ALEXANDRE CAMPOS (BRA)
Nº 10 – AIRTON DARE (BRA)
Nº 17 – ANTONIO CHIARI (BRA)
Nº 20 – KLEBER JUSTINO (BRA)
Nº 22 – CARLOS MEDEIRO (BRA)
Nº 120 – RODRIGO SOBRAL (BRA)
Nº 88 – SABRINA PAIUTA (BRA)
Nº 233 – RICARDO SATO (BRA)
Nº 55 – MASSIMO ROCCOLI (ITA)
Nº 117 – GERSON INCERTI (BRA)
Nº 33 – ALISSON CANDIDO (BRA)
Nº 3 – SIMÃO LAWANT (BRA)
Nº 121 – ANTONIO CASALIN (BRA)
Nº 144 – MILTON ADIB (BRA)
Nº 9 – JORGE NEGRETTI (BRA)
Nº 14 – LUCAS BARROS (BRA)

Fonte: freeentos/dendéproduções.

Motociclista suíço vence, bate na "volta de honra" e morre.

- O motociclista suíço Pascal Grosjean morreu, nesta sexta-feira, após acidente no autódromo de Dubai, onde acabara de ganhar uma competição de motociclismo, a UAE Sportbike Championship

clip_image002

Pascal Grosjean morreu após vencer corrida em Dubai.

clip_image004

Pascal Grosjean morreu após vencer corrida em Dubai Foto: Divulgação.

- Neste sábado o piloto de motociclismo Pascal Grosjean, 39 anos, fazia a volta de honra após vencer a corrida, e bateu contra outro corredor, Tony Jordan. Os dois homens, gravemente feridos, foram levados ao hospital, onde o piloto suíço morreu horas depois.
- Jordan, que havia chegado em terceiro na corrida, está na unidade de cuidados intensivos.
- Este foi o segundo acidente fatal do ano neste autódromo, depois que, em abril, o belga Christophe Hissette, 29 anos, morreu quando seu carro se incendiou nas provas classificatórias para a final da competição Gulf Sport Radical Cup, noticiou o jornal The National, dos Emirados Árabes.

Fonte: esportes.terra.com.br

GT Brasil: Cleber Faria escapa ileso de acidente a 111 km/h em Interlagos.

- Lamborghini Gallardo ficou muito danificado e precisou de reparos externos.

- Cleber Faria deu um susto quando abria uma volta rápida no treino classificatório para a penúltima etapa do GT Brasil. Ele perdeu a traseira do Lamborghini Gallardo LP560 e atingiu com força o guard rail da parte externa da Curva do Sol, a 111 km/h. - Embora muito danificado e ter necessitado de reparos fora do autódromo, o piloto nada sofreu na batida.

clip_image001

Piloto Cleber Faria sofre forte acidente na etapa de Interlagos do GT Brasil (Foto: Fernanda Freixosa)

- Foi o acidente mais forte que eu já sofri. Quando toquei o carro na zebra da segunda perna do S do Senna, a traseira foi embora e só tive tempo de me preparar para a batida. Mas fiquei impressionado com a segurança do carro, porque não sofri absolutamente nada - conta.

- Cleber Faria é campeão do Trofeo Maserati e faz sua primeira temporada no GT Brasil. O carro não poderá alinhar no grid de largada neste fim de semana. Ele vem de três pódios consecutivos nas últimas etapas, incluindo o melhor resultado dele no ano, um terceiro lugar em Curitiba. A vitória na corrida deste sábado ficou com o Dodge Viper de Wagner Ebrahim.

clip_image002

Após atingir o guard rail na Curva do Sil, o carro de Cleber Faria decolou (Foto: Fernanda Freixosa)

Fonte: Por GLOBOESPORTE.COM /SP

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...