terça-feira, 30 de novembro de 2010

Formula 1: Os 10 melhores pilotos de 2010

- Após a lista das cinco melhores equipes de 2010, o Voando Baixo publica a lista dos dez melhores pilotos desta temporada da Fórmula 1, na minha opinião, pelo quarto ano consecutivo. Sei que ela – como sempre, aliás – vai causar algumas polêmicas, mas a caixinha de comentários está aqui para isso. - - Peço apenas que os internautas mantenham o nível. Críticas serão aceitas, desde que construtivas e educadas.

Estes são os dez melhores pilotos da temporada 2010:

clip_image002clip_image004

1º Sebastian Vettel (RBR)

Não foi regular, mas foi o mais rápido do ano. Cometeu muitos erros até a metade do campeonato, mas acordou após as críticas na Bélgica, quando bateu em Button. Impecável na Coreia do Sul (motor quebrado) e nas vitórias em Interlagos e Abu Dhabi.

clip_image006clip_image008

2º Fernando Alonso (Ferrari)
Começou o ano bem, mas amargou a má fase da Ferrari. O erro no em Mônaco foi seu ponto mais baixo do ano. Reagiu e cresceu junto com o carro e teve um segundo semestre espetacular. Ficou marcado pelo apoio ao jogo de equipe na Alemanha.

clip_image010clip_image012

3º Robert Kubica (Renault)
O melhor piloto das equipes médias nesta temporada. Mesmo com um carro inferior, Kubica incomodou muito as três grandes, com desempenhos brilhantes na Austrália, Mônaco e Bélgica, quando subiu ao pódio. Merece uma vaga melhor na F-1.

clip_image014clip_image016

4º Mark Webber (RBR)
Ninguém apostava nele. Todos os holofotes estavam sobre o companheiro Vettel. Impressionou no meio da temporada com sua regularidade e por desempenhos espetaculares como o de Silverstone. Mas perdeu fôlego na hora decisiva.

clip_image018clip_image020

5º Lewis Hamilton (McLaren)
Mesmo sem o melhor carro da temporada, teve desempenhos consistentes até a metade da temporada e assumiu a liderança do campeonato. Mas cometeu erros nos GPs da Itália e de Cingapura e jogou as chances do bicampeonato no lixo.

clip_image022clip_image024

6º Rubens Barrichello (Williams)
O ano de Barrichello não começou bem. Com um carro ruim, o brasileiro amargava posições no meio do pelotão. Mas ele trabalhou, ajudou no desenvolvimento da equipe e passou a lutar por uma vaga no Q3. Ainda tem muita lenha para queimar na F-1.

clip_image026clip_image028

7º Nico Rosberg (Mercedes)
Quase todos (inclusive eu) consideravam a ida para a Mercedes um erro. Mas ele colocou Michael Schumacher no bolso ao longo do ano e superou com folga o companheiro heptacampeão. Com um carro melhor, poderia ter avançado mais.

clip_image030clip_image032

8º Jenson Button (McLaren)
Parecia ser um ano muito promissor para o campeão de 2009. Liderança e duas vitórias no começo. Mas foi só. O inglês se apagou à medida que Hamilton melhorava seu desempenho. Andou bem em Monza, com um acerto diferente, mas caiu de novo no fim.

clip_image034clip_image036

9º Kamui Kobayashi (Sauber)
É o showman da Fórmula 1 atual. Fez parecer fácil o que todos julgam complicado na categoria: as ultrapassagens. Cometeu erros, mas andou muito bem com os pneus duros e se destacou durante as corridas. Ousado, é uma grande aposta para o futuro.

clip_image038clip_image040

10º Nico Hulkenberg (Williams)
Tido como muito promissor, o “Hulk” começou mal o ano, sendo amplamente superado por Barrichello. Mas cresceu e foi o único das equipes médias a conseguir uma pole, no treino chuvoso do Brasil. Perdeu a vaga na Williams, mas merece continuar na F-1.

Fonte: globoesporte.com/ Rafael Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...