sábado, 29 de janeiro de 2011

Touareg em versões de ouro e rali "comportada".

Race Touareg 3 Qatar e Gold Edition foram apresentadas no Salão do Qatar.
clip_image002
- O Volkswagen Touareg ganhou duas edições especiais que estão expostas no Salão do Qatar. A Race Touareg 3 Qatar é uma adaptação do carro construído para o Rally Dakar, enquanto a Gold Edition é uma luxuosa versão com revestimento em ouro 24 quilates, como o nome sugere.
Race Touareg 3 Qatar.

clip_image003
clip_image004

- Versão "amansada" do modelo que competiu no Rally Dakar, a Race Touareg 3 Qatar teve sua carroceria levemente modificada para permitir que o modelo circule pelas vias públicas. No exterior o destaque são os detalhes em dourado e as rodas de 18 polegadas, que substituem as de 16. O interior não segue a proposta de rali e prefere se inspirar no avião Stealth. Como homenagem ao Rally Dakar, o modelo leva no console central o emblema “Race Touareg” e a quantidade de vitórias na competição. Segundo a marca, Touareg de rali para o uso urbano pode acelerar de zero a 100 km/h em menos de 6 segundos.
Touareg Gold Edition

clip_image005
clip_image006

- Esta versão combina bem com o gosto dos árabes por modelos excêntricos. Este Touareg é cheio de detalhes em ouro, entre eles as rodas de 22 polegadas com novo desenho, barras de teto, moldura das janelas, capa dos retrovisores e as soleiras das portas. Sua carroceria é branca no estilo “Magic Morning”, assim como a versão Race Touareg 3 Qatar, porém com uma proposta de luxo totalmente diferente. No interior o tom é de exclusividade. Lá estão bancos de Alcântara, botões em metais preciosos, detalhes do painel em madeira e revestimento de couro nas portas.
Race Touareg 3 Qatar

Fonte: MotorZine/MotorDream

AUDI R8 QUATTRO: Touro com argolas Criado como rival do Porsche 911.

Superesportivo da marca de Ingolstadt se torna mais feroz na versão V10 5.2 FSI e entrega poderio de Lamborghini por metade do preço.

clip_image002

Em relação ao V8, o R8 V10 estreia faróis integralmente em LEDs e lâminas laterais escurecidas.

- Já é o suficiente para tirar o R8 da seara dos 911 tradicionais e emparelhá-lo com bólidos do naipe da Ferrari – e da aparentada Lamborghini. Na hora de acelerar, o câmbio manual automatizado de seis marchas cede passagens mais rápido que bilheteiro do metrô no estresse do rush. Mas alguns críticos preferem o manual de seis velocidades, com grelha tradicional em metal (molto italiano), ou, até mesmo, o suave e preciso DSG de dupla embreagem, disponível até agora apenas no V8. Até os 100km/h, são 3,9 segundos, um fôlego que empurra o R8 V10 aos 319km/h. É fácil extrapolar os limites de velocidade, com uma retomada de legais 100km/h para criticáveis 200km/h em cerca de 8 segundos.

clip_image003

- ESMERO Desempenho que é explicado pelo refinado quebra-cabeça: são cinco mil peças montadas manualmente na fábrica alemã de Neckarsulm. As partes advindas da Lamborghini foram fundidas com elementos caros à mitologia da Audi, tais como a tração integral quattro e a carroceria em alumínio. Em relação ao V8, o R8 mais caro recebe faróis em LED de série, lâminas escurecidas nas entradas de ar laterais, rodas aro 18 exclusivas, além de som da dinamarquesa Bang & Olufsen de 465watts. Tudo com o mesmo padrão de acabamento esperado pelos mais caros Audis, com a onipresença do couro do tipo Napa, mais macio, e itens como bancos elétricos, ar-condicionado digital, afora a segurança de quatro airbags, freios ABS e controles eletrônicos de estabilidade e tração.

clip_image004

- Dentro da realidade dos superesportivos, o Audi R8 V10 5.2 FSI quattro até que tem preço convidativo: R$ 696.500. Para os que acham muito caro, é válido lembrar que o Lamborghini Gallardo LP-560-4, o mais humilde, oferece apenas um tiquinho a mais de desempenho (e um tanto mais de prestígio), por R$ 1,4 milhão, o dobro do pedido pela Audi. Esquecendo o custo-benefício, ainda há a sexy versão conversível do R8, que aumenta a etiqueta de preço para R$ 775 mil. Agora, se o objetivo é escolher o Audi mais rápido de todos, é melhor esperar um pouco: este ano desembarca por aqui o emagrecido R8 GT, que exibe 1.525kg contra 1.620kg do convencional e esbanja 560cv e 55,1kgfm para chegar aos 100km/h em 3,6s e triscar os 320km/h. É coisa de Lamborghini mesmo.

clip_image005

Motor Lamborghini 5.2 FSI esbanja 525cv e leva o cupê até os 100km/h em 3,9s e o empurra até os 319km/h.

Fonte: Caderno de Véiculos/Estado de Minas

Porsche: Lança Panamera especial no Qatar.

Série limitada feita sobre o Panamera 4S e só será vendida no Oriente Médio.
clip_image002
- A Porsche mostrou no Salão de Doha, no Qatar, o Panamera 4S Exclusive Middle East Edition, série limitada do cupê de quatro portas exclusiva para o Oriente Médio. Serão apenas 66 unidades fabricadas.

- Entre os itens exclusivos estão o interior com uma combinação de couro vermelho e preto em Alcantara. Já na parte de fora, o Panamera é oferecido apenas na cor branca metálica, além de ter rodas de 20 polegadas da versão Turbo.
- O motor é o mesmo V8 4.8 de 395 cv do 4S comum acoplado a uma transmissão de dupla embreagem PDK de sete marchas e tração integral. O preço para o Panamera 4S Exclusive Middle East Edition é de cerca de R$ 270 mil.

Fonte: Motordream

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Ferrari revela F150 para a F1.

Modelo será o carro com que Alonso e Massa correrão na temporada 2011.
clip_image001
-
A Ferrari foi a primeira equipe a revelar seu novo carro com o qual irá competir na Fórmula 1 na temporada 2011. A apresentação aconteceu na sede da equipe em Maranello, na Itália, e contou com a presença dos pilotos Fernando Alonso e Felipe Massa, além de Stefano Domenical, diretor esportivo da equipe. Domenical mostrou otimismo com o novo F150 e revelou: "O nosso objetivo para 2011 é vencer os dois títulos", referindo-se aos títulos de construtores e piloto.

clip_image002
- O novo F150 recebeu este nome em homenagem aos 150 anos da unificação da Itália. O modelo ainda traz a bandeira italiana na asa traseira. Em relação ao monoposto utilizado na última temporada, este modelo tem difusor mais simples - para se adaptar às novas regras - e entradas de ar e asa traseira maiores para melhorar a aerodinâmica.

clip_image003
- A estreia em pista do F150 da Ferrari acontece ainda hoje no circuito de testes da marca em Fiorano, pelas mãos de Fernando Alonso. Amanhã será a vez do brasileiro Felipe Massa pilotar o bólido vermelho. A seguir o carro será enviado para Valência, na Espanha, onde serão feitas sessões de testes de Inverno da F1, antes do início da temporada, em março, com o GP do Bahrein.  (colaborou Automotor/Portugal)
image

Fonte: MotorZine

RAPANUI NIGHT BIKE.

- O Ranking AMIGÃO da RAPANUI foi atualizado, Albert continua sozinho na liderança, seguido de perto por Melina e Klebão, só tem mais um passeio até o fim do mês, será que Albert vai ter 100% de aproveitamento e levar o prêmio para casa?

clip_image001

Amigos aventureiros

- Se você estiver com poucos pontos, ou ainda não pontuou, não desanime, cada mês daremos um prêmio. Este mês (fevereiro) o prêmio para o atleta com maior pontuação será um BIKE FIT RAPANUI no valor de R$ 150,00 e no fim do ano um presente surpresa para o atleta com maior pontuação no ano.

Confira o ranking em: http://www.rapanui.com.br/amigao.asp

- Como funciona: Você vai ganhar pontos para cada passeio ou competição da RAPANUI que participar, no fim do mês, a pessoa que tiver mais pontos, ganha um prêmio. Este mês será um uniforme completo de ciclismo (Camisa e bermuda).

A pontuação é :
50 pontos para a TRILHA DE SÁBADO (sábado pela manhã)
50 pontos para o NIGHT BIKE (quarta a noite)
100 pontos para o RAPANUI TRIP TRAIL
200 pontos para o SOLO BRASILEIRO
200 pontos para o DESAFIO RAPANUI WM (CPCA)
200 pontos para o RAPANUI MTB CUP

- No final do ano, o atleta com maior número de pontos receberá um prêmio especial. Em caso de empate será feito um sorteio.

Fonte: david@rapanui.com.br

Teste: Ssangyong Korando na rota do Brasil.

Coreano com quase 40 anos de história desembarca por aqui ainda no primeiro trimestre.
clip_image001
Roma/Itália -
Com quase 40 anos de história, o SUV Korando dá à Ssangyong a possibilidade de entrar no Guinness – o livros dos recordes – por ser a marca coreana com um modelo a mais tempo em produção. Mas desta história que se inicia em 1976, só restou mesmo o nome "Korando". Isso porque o restante do utilitário compacto da casa de Seul é completamente novo. Nasce de um plataforma moderna, que dará origem a mais três modelos da marca em 2014.

clip_image002
- Nesses quase quatro séculos de existência, o Korando nunca foi comercializado no Brasil. Mas essa história vai mudar ainda no primeiro trimestre deste ano, quando o modelo começa a ser vendido nas concessionárias Ssangyong brasileiras. O Korando foi, inclusive, uma das atrações da marca no Salão de São Paulo, mas apenas nos dias em que o motorshow esteve aberto para o público. Isso porque por problemas alfendagários, o SUV não chegou a tempo de ser exposto nos dias do salão destinados à imprensa.

clip_image003
- Em todo o mundo a receita para conquistar compradores é uma só: preço, que geralmente é 10% abaixo do que pedem os concorrentes. O projeto, que tem a assinatura de Giorgetto Giugiaro, tem foco na sobriedade e no equilíbrio das linhas. A mesma proposta é reconhecida a bordo do modelo. No habitáculo, as formas são envolventes e os materiais utilizados são de boa qualidade.

clip_image004
- O motorista pode desfrutar de uma boa condição de condução graças as inúmeras regulagens de altura e profundidade do banco. Os comandos são fáceis de operar e parece que todo o interior preza mesmo pelo conforto dos ocupantes. De série, o Korando traz Bluetooth, sensores de estacionamento, seis airbags, encostos de cabeça ativos, controle de estabilidade, revestimento em couro, rodas de 18 polegadas e ar-condicionado automático dual zone.

clip_image005

- Nas estradas italianas, onde foi testado, o comportamento do Korando se mostrou exemplar. O carro surpreendeu em viagens mais longas apresentando um desempenho seguro e alinhado com a concorrência. A suspensão McPherson na dianteira e multilink na traseira, além da direção com assistência correta tornam o carro confortável.
- O 2.0 quatro cilindros diesel produzido pela SsangYong entrega 175 cv e 36,7 kgfm de torque, que dão ao carro boas respostas e agilidade em todos os regimes de utilização. De acordo com a marca coreana, o Korando consegue rodar até 16,7 km com um litro de diesel e emite 157 g/km de CO2. A tração pode ser dianteira ou integral, onde até 50% da força pode ser enviada para as rodas traseiras através de um diferencial com bloqueio, item raro na categoria.

clip_image006
- A unidade testada contava com o câmbio manual de seis marchas. Recentemente a SsangYong também passou a oferecer um automático também de seis velocidades. Ambos funcionam bem e contribuem para uma condução agradável. Um dos poucos aspectos onde o Korando ainda precisa de mais atenção é no isolamento acústico, que deixa passar ruído demais para o interior da cabine, principalmente em velocidades mais altas.
- O carro deve ganhar novas opções de motor nos próximos meses, quando um 1.7 litro a diesel de 145 cv e um 1.8 a gasolina de 128 cv passarão a ser oferecidos. Na Europa, o Korando custa valores em euros correspondentes a algo entre R$ 50.300 para a versão mais simples e tração dianteira e R$ 64.000 para o topo de linha 4x4. O preço para o Brasil não está definido.
Fonte: Carlo Valente- Infomotori/Itália – MotorDream

Indústria: Euro NCAP elege os melhores de 2010.

Órgão de segurança distribui estrelas e classifica modelos em cada segmento.
clip_image002

- O Euro NCAP elegeu os cinco modelos que melhor pontuação obtiveram nos seus testes de 2010. Dos 29 modelos testados, 65% conseguiram alcançar a pontuação máxima, classificada por cinco estrelas.

clip_image004
- Os modelos eleitos pelo órgão de segurança foram o BMW Série 5 na categoria dos Executivos, o Alfa Romeo Giulietta, na categoria Familiares Compactos, o Honda CR-Z entre os Compactos, o Kia Sportage, na categoria SUV Compacto e o Toyota Verso, no segmento dos Monovolumes.

clip_image005
- Ao mesmo tempo que divulgou os melhores, o Euro NCAP apresentou uma lista dos modelos que tiveram os piores resultados nos testes de segurança. Foram eles o Citroën Nemo, com três estrelas e o Landwind CV9, que não foi além das duas estrelas.
clip_image006

clip_image007

Fonte: AutoMotor/Portugal - MotorDream

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Motociclismo Esportivo: calendários das competições Honda no Brasil em 2011.

clip_image001

Detaque para a etapa do mundial de cross, no mês de maio, em Indaiatuba, SP…

SÃO PAULO (SP) – A RM Racing Events e a Romagnolli Promoções e Eventos anunciaram terça-feira (25) os calendários de 2011 do Arena Cross, Superliga Brasil de Motocross, Racing Festival, GP Brasil de Motocross e Desafio Internacional das Estrelas.

Confira os calendários completos:

SUPERLIGA BRASIL DE MOTOCROSS

1ª etapa – 9 e 10 de abril – Poços de Caldas (MG)
2ª etapa – 30 de abril e 1º de maio – Chapecó (SC)
3ª etapa – 4 e 5 de junho – Goiânia (GO)
4ª etapa – 25 e 26 de junho – Penha (SC)
5ª etapa – 9 e 10 de julho – Indaiatuba (SP)

ARENA CROSS

1ª etapa – 23 de julho – Ribeirão Preto (SP)
2ª etapa – 6 de agosto – a definir
3ª etapa – 27 de agosto – Penha (SC)
4ª etapa – 10 de setembro – Londrina (PR)
5ª etapa – 8 de outubro – São Paulo (SP)
6ª etapa – 19 de novembro – São José do Rio Preto (SP)

RACING FESTIVAL

1ª etapa – 26 e 27 de março – Londrina (PR)
2ª etapa – 7 e 8 de maio – São Paulo (SP)
3ª etapa – 11 e 12 de junho – Brasília (DF)
4ª etapa – 13 e 14 de agosto – São Paulo (SP)
5ª etapa – 24 e 25 de setembro – Curitiba (PR)
6ª etapa – 29 e 30 de outubro – Porto Alegre (RS)

GP BRASIL DE MOTOCROSS

21 e 22 de maio – Indaiatuba (SP)

DESAFIO INTERNACIONAL DAS ESTRELAS

17 e 18 de dezembro

Fonte: Mundomoto/Fausto Macieira

CARTAZ: Eventos de moto no próximo final de semana…

- Atendendo a solicitação do nosso amigo Aguinaldo Sartorato, passaremos e publicar a seção EM CARTAZ às quartas feiras, o que aumenta as chances de os habitantes do Mundomoto nas quartas feiras e da Free-Evento nas quintas, participarem dos moto-eventos. E para quem tem conhecimento ou está organizando um evento na sua região, pedimos comunicar em comentários a este post, para que possamos fazer a devida divulgação.

clip_image001

clip_image002

clip_image003

clip_image004

Vago demais esse cartaz (rimou); a corrida será em Cidreira, RS, dia 30/01.

clip_image005

clip_image006

clip_image007

clip_image008

Outro cartaz maneiro mas vago; o desafio vai ser em Montes Claros, MG…

clip_image009

clip_image010

clip_image011

clip_image012

clip_image013Fonte: Mundomoto

Copa Verão de Veloterra - 1ª etapa -Serra Negra – SP.

Evento foi disputado no Recinto de Exposições local.
clip_image001

Largada Nacional 250cc

- Nem de longe, a abertura da Copa Verão de Veloterra em Serra Negra (SP), parecia a estreia na organização de provas do locutor Ricardo Vieira, nacionalmente conhecido como Ximboca. A organização impecável, seguindo a risca o cronograma, sem contratempos, se refletiu no sucesso do evento, na grande quantidade de pilotos inscritos, que encheu os gates de quase todas as categorias.
clip_image002
- A pista do Recinto de Exposições de Serra Negra, também foi um dos destaques da corrida que deu início a Copa. Totalmente reformulado, o circuito foi construído em tempo recorde, já que as chuvas que caíram durante toda a semana anterior ao evento, impediram a organização de trabalhar. Graças ao forte apoio da Prefeitura Municipal, fornecendo todo o maquinário necessário, foi possível colocar em prática o projeto durante o sábado, dia anterior à prova.

clip_image003

Evandro Contecini

- Com aproximadamente 700 metros de extensão, a nova pista alternou trechos velozes, com outros bastante técnicos, dispondo de desníveis, curvas fechadas em descida, além de uma grande reta na linha de chegada, onde os pilotos puderam desenvolver altas velocidades. Além da infraestrutura do local, que contou com área de box coberta, o evento tinha a disposição três ambulâncias, duas cedidas pelo município e mais uma U.T.I. móvel contratada pela organização, garantindo o máximo de segurança aos participantes.
clip_image004

Fabrício Calefi

- Depois dos treinos da manhã e de uma pequena manutenção que deixou tudo em ordem para o início das provas, algumas nuvens negras começaram a circundar a região. Felizmente a chuva não veio, mas por outro lado, o forte calor exigiu muito de pilotos e máquinas, causando vários abandonos durante o dia, por problemas mecânicos e até mesmo por cansaço.
- Uma das categorias com maior número de inscritos foi a VX3, abrindo as competições do dia. Ique Matos fez o holeshot, mas Evandro Contecini assumiu a ponta ainda na primeira volta e logo abriu uma boa vantagem, que lhe garantiu a vitória. Já pela segunda colocação, um belíssimo pega se desenrolou durante a prova, com a posição e as demais vagas no pódio se definindo apenas na bandeirada final. Adriano Silva levou a melhor, garantindo o segundo posto a frente de Beto Vilalva, Ique Matos e Sagui.

clip_image005

Monique Camargo

- Extremamente equilibrada e com gate tão cheio quanto a bateria anterior, a Nacional 230 viu Fabrício Calefi vencer de ponta a ponta, mas sempre perseguido de perto por Antônio Carlos, que obrigou o vencedor a realizar uma prova sem erros. Qualquer bobeada tiraria a liderança de Fabrício, mas ele permaneceu concentrado, deixando Antônio no segundo lugar. Ique Matos chegou logo atrás, conquistando o segundo pódio consecutivo.
clip_image006

Larissa Dalls
- Monique Camargo não teve dificuldades em largar na frente e vencer a 65cc, com larga vantagem sobre os demais. Por outro lado, Elizio Barbosa encarou dificuldades para assegurar a segunda colocação. Depois de ocupá-la por mais da metade da prova, o pilotinho sofreu uma queda e foi superado por Nícolas. Acelerando forte, Elizio conseguiu recuperar o posto, mas logo em seguida caiu novamente, voltando para terceiro. Apenas nas voltas finais Elizio reassumiu a segunda posição em definitivo, deixando Nícolas em terceiro.

clip_image007

Luis Silva

- A categoria Penélope partiu na sequência, com Larissa Dalls vencendo de ponta a ponta. Durante as voltas iniciais, a líder ainda contou com a companhia de Monique Camargo  pressionando, mas a "sessentinha" da jovem piloto não conseguiu acompanhar o ritmo da vencedora. Monique se isolou e confirmou a segunda colocação. Brigando pelo terceiro lugar, Marina Del Poente e Fernanda Cavalheiro fizeram bela disputa. Quem levou a melhor foi Fernanda, a quinta colocação acabou com Luciana Corsi, enquanto Juliana Alcici, mesmo sofrendo uma forte queda, ainda completou na sexta colocação.
clip_image008
Beto Vilalva

- Após outra rápida manutenção, que deixou a pista impecável para as demais provas do dia, aconteceu mais uma vitória de ponta a ponta, desta vez de Beto Vilalva, na VX4. Ao contrário da terceira posição bastante disputada que conquistou na VX3, nesta bateria Vilalva dominou tranquilo, deixando as demais posições no pódio para Vicente Batista, José Luis, Luiz Panini e Paulo César.
- A Força Livre Nacional contou com mais um gate lotado, mas o forte calor fez suas vítimas, com muitos abandonos durante a bateria. Alheio a tudo isto, Luis Silva dominou a prova, assegurando a primeira colocação desde a largada. Juninho Delalana e Ique Matos vieram na sequência, ocupando respectivamente segunda e terceira posições, também desde o início da prova.

clip_image009

Mateus Lima

- Outro que não deu chances aos adversários foi Mateus Lima na VX2, assumindo a ponta logo na primeira volta, mantendo-a até o final. Márcio Caetano e Sagui, que acompanharam o líder nas voltas iniciais, finalizaram em terceiro e quarto, depois de superados por Diego Parmira. O jovem piloto de Amparo (SP), sofreu uma queda no início da bateria caindo para a última posição e a partir daí, acelerou muito forte para conquistar a segunda colocação. Também andando forte - com uma 150cc -, Júlio Chehouan garantiu a quinta posição entre as 250cc.
- Na terceira volta da Nacional 250, uma queda coletiva obrigou a organização a paralisar a prova para o atendimento médico aos pilotos, felizmente todos sem gravidade. Na segunda largada, Fabrício Calefi saiu na frente, seguido de muito perto por Luis Silva, que logo assumiu a liderança. Na metade da prova, Calefi chegou a retomar a frente, mas levou o troco na curva seguinte. A perseguição continuou até as voltas finais, quando o segundo colocado não conseguiu se livrar tão rápido dos retardatários, perdendo contato com o líder. Juninho Delalana se isolou em terceiro ainda no começo da prova e, na quarta colocação, Ique Matos foi ao pódio pela quarta vez, a frente de Gabriel Lense.
clip_image010

Júlio Chehouan
- Júlio Chehouan largou na ponta da 85cc e logo abriu distância sobre os demais. No último terço da bateria, Luciano Queiroz, que vinha em segundo e num ritmo forte, chegou a encostar no líder, mas caiu forte na penúltima volta, abandonando a prova e deixando a segunda posição para Vinícius Luis.

- Encerrando a abertura da Copa Verão de Veloterra, foi disputada a Força Livre Importada. Márcio Caetano realizou o holeshot, mas o erro em uma curva logo nas primeiras voltas, o tirou da briga pelo pódio. Com isto, Mateus Lima assumiu a ponta e começou a se distanciar, mas uma ponteira quebrada perto do meio da prova, provocou seu abandono. O novo líder passou a ser Evandro Contecini, que venceu pela segunda vez no dia.
clip_image011
- A Copa Verão de Veloterra terá a segunda e última etapa da competição será nos dias 26 e 27 de fevereiro em Águas de Lindóia, SP.
Resultados: Os 03 primeiros lugares de cada categoria).

Penélope

1. Larissa Dalls

2. Monique Camargo

3. Fernanda Camargo

Nacional 250

1. Luis Silva

2. Fabricio Calefi

3. Juninho

F Livre Nacional

1. Luis Silva

2. Juninho

3. Ique Matos

Força Livre Importada

1. Evandro Cortesini

2. Adriano B Silva

3. Bruno Vilalvia

Nacional 230

1. Fabricio Manara

2. Antonio Carlos

3. Ique Matos

65cc

1. Monique Camargo

2. Elizio Barbosa

3. Nicolas

85cc

1. Julio Cheuman

2. Vinicius Luis

3. Lucas Museli

VX4

1. Beto Vilalvia

2. Vicente Batista

3. Jose Luis

VX2

1. Mateus Lima

2. Diego Parmira

3. Marcio Caetano

VX3

1. Evandro Cortezini

2. Adriano B Da Silva

3. Beto Vilalvia

Fonte: MotoX/Renato Fernandes

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...