sábado, 12 de novembro de 2011

Motos: Salão de Milão mostra novidades rumo ao Brasil

Motos: Salão de Milão mostra novidades rumo ao BrasilEvento exibe as melhores motos do mundo que devem chegar ao Brasil. No mundo dos carros, os Salões de Paris e de Frankfurt se dividem como os motorshows mais importantes. Mas, entre as motos, o Salão de Milão reina quase absoluto – os salões de Paris e de Tóquio também têm alguma importância.
Conhecido como EICMA, sigla em italiano que significa Exposição Internacional de Ciclomotores, Motocicletas e Acessórios, o evento anual acontece entre 8 e 13 de novembro. E, dentre todas as 69 edições, a de 2011 é uma das que mais interessa ao público brasileiro. Com o bom momento do mercado nacional, existe a possibilidade de que muitos dos lançamentos cheguem por aqui.
A Ducati é uma das que mostra a importância do Brasil em seus planos. Um dos principais lançamentos da marca no evento será a Streetfighter 848, modelo que foi apresentado em primeira mão no Salão Duas Rodas, realizado no mês passado em São Paulo. Se trata de uma naked com motor de 848 cc e 132 cv de potência. O modelo deve ser vendido no Brasil no ano que vem. A Ducati também guardou para Milão a sua nova superesportiva, a 1199 Panigale. Além do nome que homenageia a cidade de origem da marca, o modelo receberá um motor totalmente novo. Será um V2, mas com potência suficiente para encarar as concorrentes de quatro cilindros. O chassi terá inovações herdadas do modelo de competição da Moto GP.
A compatriota MV Agusta é outra que vem com duas novidades. A esportiva F3 chega como modelo de produção, equipada com motor de três cilindros de 126 cv. Ela havia sido apresentada no Salão do ano passado, mas só agora começa a ser produzida. Para aproveitar o novo propulsor, a marca também fez uma versão naked da F3, que fará a sua primeira aparição para o público em Milão. A Brutale 675 chega com o mesmo conjunto mecânico da companheira, mas com 13 cv a menos, e mantém os avançados itens tecnológicos, como o controle de tração com oito regulagens.
Ainda entre as marcas europeias, a BMW vai focar no segmento de max-scooters. São esperados dois modelos derivados da Concept C, apresentada no motorshow de 2010. Ambas devem ser equipadas com uma versão do motor de dois cilindros que está na F800 R, mas com menor cilindrada, provavelmente com 600 cc. A marca bávara também vai apresentar a renovada S 1000 RR, um dos modelos mais famosos de sua atual linha. A superesportiva ganhou um novo mapeamento do motor, com nova curva de aceleração, o que melhorou o desempenho em baixas rotações, enquanto a suspensão foi recalibrada.
Marcas menores do continente também vão marcar presença em Milão. A sueca Husqvarna – hoje controlada pela BMW – vai apresentar a nova 900R, modelo urbano com suspensão ajustável em altura para poder encarar uma trilha. A KTM, montadora austríaca conhecida pelos modelos trail, vai lançar a Freeride 350, uma espécie de porta de entrada para o mundo off-road da marca. Além do apelo de competição, ela poderá ser homologada para o uso urbano. A inglesa Triumph vai chegar com uma nova bigtrail para enfrentar a BMW R1200 GS. A Tiger Explorer vai ter um motor de três cilindros de 1200 cc adaptado do 1050 cc que equipa a naked Speed Triple.
Entre as japonesas, destaque para a Honda. O seu principal lançamento será a Integra, modelo que a marca chamou de crossover das motos, por aliar a praticidade de uma scooter com a capacidade dinâmica das motocicletas. O modelo chega com um motor totalmente novo que ainda equipará duas novas motos da marca. É um bicilíndrico de 670 cc com 51 cv de potência e trabalhado para ser mais eficiente que o seu antecessor. A Integra será equipada com a segunda geração da transmissão automatizada de dupla embreagem da Honda. De acordo com a marca, o câmbio está menor, mais compacto e mais adequado ao uso diário.
As outras nipônicas virão com menos lançamentos. A Yamaha terá a nova max-scooter T-Max e a superesportiva YZF-R1 reestilizada, com aprimoramentos mecânicos. A Kawasaki mostra a versão de mil cilindradas da Versys para competir no terreno das big trails. Já a Suzuki será a mais modesta. Vai se limitar a exibir a GSX-R 1000 com suas pequenas alterações estéticas.

  Fonte: MotorDream/Rodrigo Machado/Auto Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...