sábado, 9 de junho de 2012

Yamaha XVS 950A Midnight Star – 2012

Yamaha XVS 950A Midnignt Star 2012 -  Foi um prazer testar a grande Midnight, literalmente falando… Para os leitores que me acompanham nos testes, o estilo Custom não é meu predileto, mas gosto muito do visual da motoca.  É uma moto que não passa desapercebido, seja pelo tamanho, estilo ou beleza… sempre chamando atenção por onde passava.


 Motoca muito bem acabada, com cromados dando um charme todo especial, só faltando um escapamento com mais música.. rsrsrs,,,  ela é bem silenciosa, gostaria de ouvir mais o som do V2 estalando (blá, blá, blá…..).
 Chega de encher lingüiça e vamos ao que interessa:
 Cidade: Eu realizo testes em todas as situações em que o leitor possa utilizar a motoca e a cidade é uma delas.
Pela largura da moto, na hora do rush senti um pouco de dificuldade em passar entre os carros, e também por um outro fator que ninguém aborda o assunto. Em São Paulo por exemplo, o governo ao invés de realizar obras e ter um melhor planejamento das ruas, ele optou para estreitar as faixas entre os carros, com isso as motos pequenas estão se esmagando entre os carros, imaginem uma do porte da Midnight 950.
 
 Na cidade nos horários de pico não é o habitat deste modelo, mas é possível andar na cidade tranquilamente em outros horários. 
Na cidade ela consumiu em média 12,2Km/l.
Veja vídeo no trânsito de SP
 Estrada: Este sim é o habitat natural do modelo, o que chamou minha atenção é o torque e potência do motor, sempre com saúde e pronto para responder a virada do acelerador, sem ter que reduzir, só virar o punho da direita e ela já estava pronta para responder… sempre alerta rsrs….
 A motoca pela potência do motor não sente muito o peso, seja carregada, (com garupa, alforjes) ou não.
 Velocidade cruzeiro da moto ficou em média 155km/h fácil.
 Consumo - Estrada/Pista:
 - Velocidades entre 120 e 130Km/h consumiu 19,53Km/l
- Velocidades entre 140 e 150Km/h consumiu 16,30 Km/l
- Velocidades acima dos 160Km/h (acelerador virado)  consumo máximo 13,30Km/l
 Pilotagem/ Conforto: É ai que não gosto do estilo, seja de qualquer marca ou modelo, vou explicar.
 A princípio modelos Custom são confortáveis para piloto, assento largo para piloto, posição guidão largo, e pedaleiras para frente…. e é esse conjunto que não gosto na verdade.
 Esta posição te deixa engessado, não tem como dar uma alterada na posição de sentar, dobrar as pernas e isso o piloto sente falta em viagens mais longas.
Para a moto ficar mais confortável (qualquer Custom) indico pára-brisa para quebrar o vento e um encosto para garupa, que sofre um pouco com banco pequeno.
Garupa: Esta é uma questão que gostaria de chamar atenção, a Midnight 950 já possui um banco mais confortável para garupa em relação a sua concorrente direta, mas está na hora das fábricas pensarem em dar mais conforto para as garupeiras, que geralmente são as mulheres que acompanham o marido nas viagens, e essa é uma questão que pesa as vezes na compra de uma Custom.
 Performance: Esta é a parte que mais curto, testar limites de velocidades e desempenho
 Vídeo:  Teste realizado no dinamômetro
 Velocidade das Marchas
 1° marcha 75Km/h, 2° marcha 108Km/h, 3° marcha 140Km/h 4° marcha 180Km/h 5° marcha 215Km/h
 Velocidade Final Pista: No painel chegou a bater os 189Km/h.
 Curvas: Notei que o quadro torceu bem menos que o modelo 2010 que testei, mas a Yamaha me disse que não teve alterações, mas de qualquer forma melhorou e muito.
 Não foi projetada para fazer curvas, mas até que faz bem, sendo limitada pelas pedaleiras (raspam facilmente no chão), e agora são retráteis (dando maior segurança).
Pedaleira retrátil - ponto que raspa no chão
 Freio: Á disco na dianteira e trazeira, cumprem muito bem seu papel.
 Cambio: Com engates macios e precisos, possui 5 velocidades. O escalonamento de relação das marchas é muito bom… são longos e perfeito para o estilo.
 Detalhes e características da XVS 950 MidNight
 Motor: Dois cilindros em V com injeção eletrônica e refrigerado a ar, 7,84 kgf.m de torque, muito mais força garantindo uma pilotagem confortável e segura.
 
 Transmissão: A transmissão final é feita por correia dentada. O que significa mais conforto, silêncio e baixa manutenção.
 
Quadro: Feito em tubos de aço e de berço duplo, cumpre bem seu papel.
 Painel: Localizado em cima do tanque de combustível, muito funcional, velocímetro é analógico. O hodômetro total e parcial, também a função fuel trip (indica quando entrou na reserva), relógio, são acessados pelo punho direito.
 Um detalhe do cromado no tanque onde fica o painel me chamou atenção, o cromado é lindo, mas está em um ângulo que direciona o sol diretamente no rosto nos horários de sol forte, por volta do meio dia.
 Farol: Impressionante pela sua potência, muito eficiente e com foco largo, não sendo necessário instalação de faróis auxiliares.
 Dados Técnicos:
Comprimento total 2.435 mm
Largura total 1.000 mm
Altura total 1.080 mm
Altura do assento 675 mm
Distância entre eixos 1.685 mm
Altura mínima do solo 145 mm
Peso seco 261 Kg
Motor 4 tempos, OHC, refrigerado a ar, 8 válvulas
Quantidade de cilindros 2 cilindros
Cilindrada 950 cc
Diâmetro x curso 85,0 x 83,0 mm
Taxa de compressão 9,0:1
Potência máxima 53,6 cv a 6.000 rpm
Torque máximo 7,83 kgf.m a 3.000 rpm
Sistema de partida Elétrica
Sistema de lubrificação Cárter úmido
Capacidade do óleo do motor 4 litros (contando filtro de óleo)
Capacidade do tanque de combustível 17 litros
Alimentação Injeção Eletrônica
Sistema de ignição TCI
Bateria 12V X 11,2 Ah

Transmissão primária Engrenagens
Transmissão secundária Correia Dentada
Embreagem Multidisco banhado a óleo
Câmbio 5 velocidades, engrenamento constante
Quadro Berço duplo
Ângulo de cáster -
Trail -
Pneu dianteiro 130/70-18 63H
Pneu traseiro 170/70B-16 75H
Freio dianteiro Disco de 320 mm de diâmetro
Freio traseiro Disco de 298 mm de diâmetro
Suspensão dianteira Garfo telescópico, mola e óleo
Suspensão traseira Braço oscilante, monoamortecedor
Curso da suspensão dianteira 135 mm
Curso da suspensão traseira 110 mm
Painel de Instrumentos Velocímetro análogo, seis luzes espia e uma janela da exposição multifuncional do LCD com; um hodômetro, dois trip, fuel trip e relógio
Cores Preta e Azul
Preço Sugerido R29.990,00 (05/2012)
 
Abraços pessoal e até próximo teste…
OPS: deixe seu comentário abaixo….
Fonte: Marcos Branco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...