terça-feira, 30 de outubro de 2012

Cruze e Ka vão bem, mas veículos chineses são os que mais facilitam a vida dos ladrões.

Cruze e Ka vão bem, mas veículos chineses são os que mais facilitam a vida dos ladrõesEstudo aponta os modelos mais difíceis e os mais fáceis de serem furtados. O mercado automotivo brasileiro ganhou mais uma pesquisa para melhorar a segurança dos automóveis vendidos por aqul. O Centro de Experimentação e Segurança Viária - Cesvi Brasil -, especializado em ranking de preços de peças de automóveis, divulgou uma pesquisa de Ìndice de Furto, que é um levantamento que visa avaliar os itens de segurança dos veículos comercializados
no País de acordo com a quantidade e a qualidade dos dispositivos de proteção a furtos. O objetivo é informar ao consumidor os carros que mais oferecem assistência contra o crime de furto.

O veículo mais bem colocado é o Chevrolet Cruze LTZ, único que obteve nota 4,5 - representada em estrelas -, seguindo pelo Ford Ka Sport, com 3,5. A japonesa Honda e a GM dominam o terceiro lugar com os modelos Fit, Civic, Cobalt e Cruze LT. O Volkswagen Novo Gol só aparece no sexto lugar, com 1,5 ponto e empatado com o Fox e os modelos da Fiat, Novo Palio, Grand Siena, Palio e Novo Punto, Nissan March e Renault Sandero. 
Na ponta debaixo da tabela, os carros mais sujeitos ao furto são os chineses. O Chery QQ teve o pior índice, com 0,5 ponto. No entanto, outros modelos da marca ficaram bem colocados com o Face, S18 e o Tiggo. Já a JAC Motors, teve todos os seus carros na última posição também com 0,5 ponto. Caso do J3, J3 Turin, J5 e J6. Veja a tabela completa aqui.

Veja os critérios de avaliação da pesquisa do Cesvi Brasil:
1. Imobilizadores: dispositivos antifurto, interligados ao módulo de injeção, que tem a função de bloquear a partida do motor caso não seja utilizado a chave correta do veículo;
2. Alarmes: sistemas originais que alertam a violação do veículo através de avisos sonoros e/ou luminosos;

3) Travas de volante: tem a função de impedir mecanicamente a rotação do volante após a retirada da chave;
4) Vidros laterais laminados: vidros que são mais difíceis de serem quebrados;

5) Chave do veículo: item principal para que o veículo seja ligado, possui diversas características de funcionamento e diversos tipos de segredos mecânicos e eletrônicos;

6) Posição da bateria: um item muito importante e que pode ser vital para que o alarme do veículo não seja desabilitado com facilidade.
 Fonte: Raphael Panaro/MotorDream

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...