quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Iveco usa Vertis HD em ofensiva para aumentar participação no mercado.

Iveco usa Vertis HD em ofensiva para aumentar participação no mercadoCaminhão chega em versões de nove e 13 toneladas com incremento de potência e redução de consumo. A indústria automotiva é uma das que vivenciam mais constante renovação. E, ultimamente, o setor de caminhões tem acompanhado as mudanças e dezenas de novos produtos chegam ao mercado anualmente. Além disso, com a regulamentação do Proconve P7, todas as fabricantes se viram obrigadas a renovar suas gamas às pressas. (VEJA FOTOS DO CAMINHÃO)
A Iveco também se renovou e segue promovendo alterações à gama. A mais recente é o Vertis HD, cavalo mecânico que chega em duas versões – de nove e 13 toneladas –, com as quais a marca espera ampliar sua participação de mercado, usando o menor custo operacional do modelo como principal argumento.
 
Parte da linha Ecoline, com modelos mais econômicos e menos nocivos ao ambiente, o Vertis HD é voltado ao mercado de varejo, setor que sente todos os reflexos positivos ou negativos da economia. E na medida em que o poder de compra do brasileiro cresce, o segmento varejista é impulsionado. Com prognósticos de alta de até 7% em 2013, as fabricantes enxergam aí um nicho para aquecer as vendas, já que no país, o principal meio de transporte de cargas ainda é o rodoviário.
 
Produzido em Sete Lagoas, Minas Gerais, o Vertis HD apresenta um chassi renovado, inspirado no do Iveco Tector, caminhão maior, o que, segundo a fabricante, oferece versatilidade ao cavalo mecânico, permitindo a utilização em vários tipos de implementos. A Iveco garante, ainda, que o novo Vertis tem como viés principal a economia de combustível. Para isso, o motor adotado foi o NEF 4, da FPT Industrial, que garante redução de até 5,5% no consumo de combustível após a transição para o padrão Euro 5.


 
O novo motor também teve o desempenho revisto. Tanto a versão de nove toneladas quanto a de 13 toneladas utilizam o mesmo propulsor, que atinge um patamar de potência em cada. No modelo leve, houve incremento de 10%, que leva agora aos 177 cv quando o motor atinge os 2.700 giros. O torque também aumentou ligeiramente e alcança 58 kgfm entre 1.250 e 2.100 rpm. Já no cavalo mecânico médio, são 182 cv de potência aos 2.700 giros e torque de 62 kgfm na faixa das 1.300 às 1.850 rotações.
 
No entanto, como o potencial mecânico nem sempre é diferencial no segmento, a Iveco também apostou na melhoria da vida a bordo. A lista de itens de série inclui volante com regulagem longitudinal e de altura, banco do passageiro duplo com dois apoios de cabeça, escotilha de teto com regulagem, e vidros elétricos nas duas versões, além da cabine estendida e do ar condicionado, disponíveis no inicial do modelo de 13 toneladas. Ambos contam também com revestimento de material sintético para o assoalho. 
 
Para a Iveco, o Vertis HD é ponto importante em uma ousada estratégia de crescimento no mercado nacional. A fabricante pretende ampliar para 7% seu “market share” no segmento de caminhões de oito a 15 toneladas – em 2012 a marca fechou com 2%. Segundo prognósticos, o setor pode chegar às 45 mil unidades comercializadas em 2013.
FONTE: Michael Figueredo/Auto Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...