terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Revista dos EUA divulga lista dos 10 piores carros de 2012.

Tradicional 'Consumers Report' testou 50 modelos ao longo do ano.
Lista inclui Smart ForTwo, Jeep Wrangler e Chevrolet Spark.
A "Consumers report", tradicional publicação que avalia produtos sob a visão dos consumidores nos Estados Unidos, listou nesta quinta-feira (27) em seu site os piores carros de 2012. A relação inclui veículos experimentados pela revista, que afirma ter conduzido mais de 50 testes ao longo do ano. A "CR" citou os carros com as piores notas, mas não elaborou um ranking. (Veja abaixo os modelos na ordem em que aparecem no site da revista)

jeep wrangler 2012 (Foto: Divulgação/Pedro Bicudo)Jeep Wrangler (Foto: Divulgação/Pedro Bicudo)
Jeep Wrangler Unlimited - Segundo a "CR", a nota do jipe melhorou, mas ele conseguiu apenas 20 pontos dos 100 possíveis. Para a revista, o Wrangler ainda tem muito o que evoluir em termos de consumo de combustível (7,2 km/l, segundo ela), dirigibilidade, frenagem, ruído na cabine, acessibilidade, posição de dirigir, conforto dos bancos, encaixes e acabamento, visibilidade e segurança. Porém, afirma a publicação, ele mantém um bom valor de mercado e os proprietários costumam reportar um alto nível de satisfação.

jeep liberty 2012 (Foto: Divulgação)Jeep Liberty (Foto: Divulgação)
Jeep Liberty - "Felizmente, este modelo foi descontinuado", diz a revista. É o veículo com pior classificação em sua categoria. "Ele roda sem firmeza, é difícil de manejar e o motor barulhento bebe muita gasolina", resumiu a "CR".
 
 

Smart Fortwo (Foto: Raul Zito/G1)
smart fortwo (Foto: Raul Zito/G1)Smart ForTwo: "Além das proporções que chamam a atenção, combinação peculiar de dois tons de pintura e facilidade para estacionar, há pouco o que dizer de bom desse carro tão singular", descreve a publicação. "Não é esperto [smart, em inglês]".
A "CR" diz que o compacto chegou a fazer 16,5 km/l nos testes, mas requer gasolina premium, o que já reduz um pouco a ecomomia com o baixo consumo. "O motor 1.0 é adequado à cidade, mas é desafiado demais na estrada". A publicação também critica a transmissão automatizada e resume: "Não só há caros melhores pelo mesmo preço, como opções mais espaçosas, mais confortáveis e mais potentes".

scion iq (Foto: Divulgação)Scion iQ (Foto: Divulgação)
Scion iQ: Outro supercompacto na mira da revista foi o da Toyota. A "CR" elogia a ideia, mas diz que o carro acabou se mostrando lento, barulhento e desconfortável.
Os pontos positivos são semelhantes aos do Smart: facilidade para estacionar e baixo consumo de combustível (14,4 km/l).

Mitsubishi i-MIEV (Foto: Divulgação)
mitsubishi i-miev (Foto: Divulgação)Mitsubishi iMIEV: O compacto elétrico da Mitsubishi também entrou na lista. "Pode ser bom para um ambiente urbano com poucos espaços, mas o passeio chacoalhado e a pouca agilidade da direção pesam contra", descreve a revista.
"A cabine apertada significa que você não vai conseguir passar muito tempo naquele ambiente pouco equipado e nos bancos desconfortáveis. Em dias mais frios, você perceberá logo o sistema fraco de aquecimento da interno. O iMIEV é um caso simbólico de que vale a pena gastar um pouco mais com um rival mais refinado."

Chevrolet Spark (Foto: Divulgação)
chevrolet spark (Foto: Divulgação)Chevrolet Spark: O compacto lançado neste ano pela General Motors nos EUA e outros países do mundo foi descrito como "decepcionante" pela "Consumers Report". A publicação critica o tamanho do carro ("50,8 cm menos que o Honda Fit") e a transmissão automática que "ajuda o motor de 1.2 litro a entregar uma aceleração lenta".
A "CR" também reprova o interior do carro "apertado e barulhento", a direção "dura" e diz que o consumo de 13,6 km/l "nem é tão impressionante assim". Mas há pontos positivos: a facilidade para manobras, especialmente para estacionar, e um banco de trás "que realmente pode ser usado por adultos".

Toyota FJ Cruiser (Foto: Divulgação)
toyota fj cruiser (Foto: Divulgação)Toyota FJ Cruiser: Para a publicação, a interpretação moderna do clássico off-road FJ40 era bem vista como um conceito, mas decepcionou na versão de produção. Ele é descrito como um carro potente, confiável e com depreciação abaixo da maioria, "mas os elogios acabam por aí", diz a "CR".
A ênfase ao estilo comprometeu a visibilidade, afirma a revista, criticando também "a tira fina de vidro" que faz as vezes de janela do banco traseiro e as portas traseiras, de péssimo acesso e difíceis de fechar. Também há queixas sobre a dirigibilidade e estabilidade do veículo.

chevrolet colorado (Foto: Divulgação)Chevrolet Colorado (Foto: Divulgação)
Chevrolet Colorado/GMC Canyon: As "picapes gêmeas", como descreve a revista, já foram decepcionantes quando lançadas, uma década atrás, e "não ganharam nenhum charme durante esses anos", afirma a "CR". "A concorrência faz elas passarem vergonha."
As notas da Colorado e da Canyon são abaixo da média em confiabilidade, satisfação do cliente, economia de combistível, sistemas para evitar acidentes e proteção no crash-test. Nem o motor é poupado: "a performance é anêmica".

toyota yaris (Foto: Divulgação)Toyota Yaris (Foto: Divulgação)
Toyota Yaris: Para a "Consumers Report", a Toyota continua batendo cabeça para oferecer um subcompacto de verdade. "Claro que a economia de combustível de 32 mpg é boa e o banco de trás é relativamente espaçoso, mas falta refinamento em geral", resume a publicação. As principais críticas foram para direção, ruído interno, desconforto dos bancos e para o rádio "esquisito".

dodge avenger (Foto: Divulgação)
Dodge Avenger (Foto: Divulgação)
Dodge Avenger: "Apesar das melhorias em 2011, o desenho do Avenger continua ultrapassado e nada competitivo entre os sedãs médios", descreve a "CR". "Em um segmento revigorado com a nova geração do Ford Fusion, o Honda Accord e o Nissan Altima, o Avenger não parece poder ir além das vendas de frota."
 
FONTE: AutoEsporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...