terça-feira, 19 de março de 2013

Boulevard M1500 R é a MidFatRock, bela Quimera custom da Suzuki.


 Boulevard M1500 R é a MidFatRock, bela Quimera custom da SuzukiO leitor que costuma acompanhar as minhas avaliações sabe que dou nome de mulheres à maioria das motos que piloto. Sei lá meu amigo(a)… Freud deve explicar… Mas voltando a moto deste mês, a Suzuki Boulevard M1500 R, não veio apenas uma voz dizendo o seu nome das profundezas do seu coração v-twin, mas várias… era uma confusão de sensações. O título demonstra um pouco desta confusão, (CONHEÇA A MOTO QUE TODOS QUEREM)e é na verdade um quebra-cabeça, uma colcha de retalhos de características de vários modelos que a quimera da Suzuki me apresentou secretamente durante o tempo de convivência. Uma Quimera-Bike. Quimera é aquele ser mitológico com várias cabeças de bestas, corpo de leão, asas de dragão, cauda de serpente.

picture 6 Boulevard M1500 R é a MidFatRock, bela Quimera custom da Suzuki
Atenção, isso não é uma crítica negativa, é apenas uma constatação que vou tentar demonstrar no descorrer destas linhas luminosas.
 Boulevard M1500 R é a MidFatRock, bela Quimera custom da Suzuki
MidDesign da japonesa Yamaha se faz presente no formato do tanque e lanterna traseira.
Fat: a aceleração e som do motor nos remete às primadonas da fábrica de Milwaukee, uma V-Rod ou mesmo uma Dyna. Mesmo aquela trepidação de quando engatamos uma marcha levemente errada e o motor faz força para compensar o deslize.
Rock: a alma da Rocker da mesma turma do Bar & Shieldaparece na ciclística que deixa um pouco a desejar nas curvas rápidas e estabilidade em retas. A posição do piloto também lembra a Rocker (e mesmo a v-Rod), desconfortável para longos percursos mas agradável de ser ver. Falando em v-Rod, é só olhar o farol e lembrar da máquina da H-D.
Feitas estas considerações, vamos ao que percebi do ponto de vista funcional:
Sinceramente não curti muito o design misturadão, você ora pensa que a Suzuki Boulevard M1500 R é uma custom mais tradicional, ora se sente em uma muscle bike. Mas a grandona tem boas virtudes, vamos aos quesitos:
Aceleração/Motor
Irrepreensível, o motorzão de 1462 cc, e 80 cv (a 4800rpm) empurra a carruagem, via eixo cardã, sem fazer força. Em qualquer marcha a retomada é imediata e muito perceptível. Sabe aquele puxão no braço que mostra que a moto quer sair de baixo? Isso acontece toda hora que o cowboy “der cabo”. Mas em baixas velocidades o motor vibra o suficiente para incomodar um pouco a mais sensível das montarias.
Câmbio
picture 71 Boulevard M1500 R é a MidFatRock, bela Quimera custom da SuzukiSe você engatar a primeira marcha de olhos vendados, você jura que o som é de uma caixa de câmbio de uma moto da marca de Milwaukee (H-D), PÁÁÁ. Isso se repete nas marchas mais baixas. Engatou marcha errada, você paga o preço, a Suzuki Boulevard M1500 R treme e reclama. Precisa se acostumar com ela ou os passeios em baixa velocidade podem ser desconfortáveis. Nas marchas altas, 4, 5 (looooonga), é onde onde o motorzão mostra para que veio ao mundo e desempenha muito bem, chegar a 120km/h é muito fácil e prazeiroso.
Ciclistica
Na estrada ela se comporta muito bem contornando curvas sem dar trabalho extra de contra esterço e sem espalhar na saída. Equilibrada em velocidades altas e em linha reta se comporta bem em asfalto liso, mas não muito quando a coisa fica irregular. As suspensões não seguram a trepidação.
Suzuki Boulevard M1500R 2 546x410 Boulevard M1500 R é a MidFatRock, bela Quimera custom da Suzuki
A cidade é o calcanhar de Aquiles da Suzuki Boulevard M1500 R. Grande (2,41 m) e com entre eixos extenso também (1,69 m), ela não se dá bem no trânsito, nem no corredor. Ela é obesa, e tem cintura de 870 cm. Pesada, estacionar não é a manobra preferida, chegar a ser um pesadelo se não houver um bom espaço. Por conta do seu radiador, há menos dissipação de calor, logo, menos percepção da temperatura do motor nas pernas e afins.
A posição de pilotagem também não privilegia distâncias muito longas, pois o guidão fica bem para frente e não é muito curvado para trás.
Freios
Há muita necessidade de freios ABS para uma moto deste porte. Mesmo assim, em situações normais, os freios atuam a contento.
Outros
moto vibra bastante em ponto morto e em baixas velocidades. Esta vibração melhora muito acima dos 80km/h.
As cores oferecidas são: Pear Nebular Black e Candy Dark Cherry Red, também conhecido pelos homens de Preto e vermelho.
O preço sugerido é de 45.900,00 o que a torna uma máquina equiparável com motos da estirpe da V-Rod da Harley.
Concluindo, se você tem uma M800 e quer evoluir para a M1500, acredito que valha o upgrade. Agora se for sua primeira grandalhona, pesquise, experimente e não decida logo de cara.
Suzuki Boulevard M1500 R 1 546x410 Boulevard M1500 R é a MidFatRock, bela Quimera custom da Suzuki

Tabela Teste Avaliação Boulevard 1500 Severo Boulevard M1500 R é a MidFatRock, bela Quimera custom da Suzuki

FONTE: BEST RIDERS/ Roberto Severo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...