domingo, 10 de março de 2013

LaFerrari já tem mais de 700 encomendas.

LaFerrari já tem mais de 700 encomendas Apesar do número, novo superesportivo da marca italiana só terá 499 unidades fabricadas. O chefão da Ferrari, Luca Di Montezemolo terá que escolher a dedo os futuros proprietários do novo superesportivo da marca italiana. Batizado de LaFerrari e apresentado no Salão de Genebra, o bólido só terá 499 unidades produzidas. Mas isso não impediu que a fabricante de Maranello recebesse mais de 700 encomendas do sucessor do Enzo que custa 1,3 milhão de euros. O LaFerrari só terá apenas uma opção de personalização: a cor da carroceria. (VEJA MAIS)
O modelo pode vir em preto, amarelo ou o tradicional vermelho. O milionário que quiser uma cor mais excêntrica terá que desembolsar um valor extra pela modificação. Para manter a exclusividade a Ferrari não deve ceder aos pedidos e manter apenas o número já firmado inicialmente.
Um dos fatores que justificam os mais de 700 pedidos e o preço é o poderoso motor V12 6.3 litros a gasolina – igual ao do F12berlinetta –, capaz de entregar 800 cv. Além disso, um segundo motor - elétrico, denominado Hy-Kers, com tecnologia da Fórmula 1 - gera 163 cv a mais. No entanto, a LaFerrari não será capaz de mover-se usando somente a propulsão elétrica. Os 963 cv de potência aliados a uma transmissão de sete velocidades DCT fazem o bólido chegar aos 100 km/h em apenas três segundos, aos 200 km/h em menos de sete segundos e aos 300 km/h em 15 segundos. A velocidade máxima bate os 350 km/h. Números suficientes para encarar de igual para igual o Porsche 918 e McLaren P1. O sistema híbrido permite uma melhora de 10% no sprint de 0 a 200 km/h do bólido, de acordo com a marca. O torque somado chega a 92 kgfm.
O peso total do LaFerrari chega a 1.255 kg. A célula de sobrevivência, por exemplo, feita do material, pesará apenas 70 kg, 20% mais leve que a Ferrari Enzo. A distribuição não é "perfeita", são 41% na parte dianteira e outros 59% para a traseira. As rodas são de 18 polegadas na frente e 20 polegadas atrás.
Dentre as tecnologias, o modelo tem controle de estabilidade, controle de tração proveniente dos carros de F1 – chamado EF1-TRAC – que é integrado ao conjunto híbrido e o KERS – a força cinética perdida nas frenagens é transformada em energia que servem para recarregar as baterias do motor elétrico.

FONTE:  Raphael Panaro/MotorDream

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...