sábado, 6 de abril de 2013

Grupo transforma carros sucateados em obras de arte no Centro de SP.

carro arte (Foto: Ardilhes Moreira/G1)

Segundo integrante do grupo, ação incentiva Prefeitura a recolher veículos. Objetivo é que a atividade se torne mais frequentes nos próximos meses. Desde o ano passado, um grupo de amigos se une para transformar carros abandonados no Centro de São Paulo. Eles usam a lataria dos automóveis para fazer pinturas e, na parte interna, colocam diferentes espécies de plantas.(VEJA +) O grupo afirma que a atividade faz parte do Festival BaixoCentro, que estimula uma maior interação das pessoas com os espaços públicos da região central da cidade.

Até agora, foram três veículos modificados. O mais recente foi um Fusca na Rua Souza Lima, na Barra Funda, na Zona Oeste, que continuava lá até esta quarta-feira (3). A meta é modificar um carro abandonado por mês. O trabalho começou em 2012, quando o grupo reformou seu primeiro carro também durante o Festival BaixoCentro (veja ao lado o vídeo produzido pelo grupo de amigos que fez a intervenção artística no Fusca). 

A equipe é formada por Felipe Carrelli, Tobias Rodil e Thiago Carvalhaes. Os três trabalham na Casa da Cultura Digital, espaço no Centro de São Paulo que reúne cerca de 30 organizações ligadas à cultura digital. Embora trabalhem com a produção audiovisual, eles compartilham o entusiasmo pelas artes plásticas. Outros amigos também ajudam ocasionalmente na pintura dos automóveis.

De acordo com Carelli, de 25 anos, o objetivo é chamar a atenção para esses automóveis. “Nós aproveitamos os carros que as pessoas consideram lixo e transformamos em algo bonito pra quem passa pela rua”, contou. A ideia surgiu a partir de projetos semelhantes realizados no Brasil e em outros países.
carro arte festival baixocentro (Foto: Ardilhes Moreira/G1)Pintura de veículo faz parte do Festival BaixoCentro
(Foto: Ardilhes Moreira/G1)
Na segunda intervenção, a Prefeitura chegou a retirar o carro do local após a pintura. “Achamos legal isso, porque a ideia era mesmo chamar a atenção e incentivar as autoridades a fazerem o que deveriam fazer”, afirmou Carelli. “Se não fosse isso, o carro ainda não teria saído de lá”.
Segundo ele, muitos pedestres costumam parar para conversar ou admirar as obras durante as intervenções, que geralmente acontecem durante a noite. De vez em quando, até ajudam a pintar algumas partes dos carros.

Agora, o grupo espera encontrar outros veículos abandonados para poder continuar com a intervenção. Eles aceitam sugestões pelo perfil Carro Jardineira no Facebook.
FONTE: G1SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...