sexta-feira, 5 de abril de 2013

'Sumido', Honda CR-V vira flex e custará a partir de R$ 98,9 mil.


Honda CR-V (Foto: Divulgação)
SUV contará com tecnologia que dispensa uso do tanquinho. Opção de câmbio manual foi abandonada.  A Honda divulgou nesta quinta-feira (4) os preços do CR-V 2013, que passa a ter motor flex e chega às lojas neste mês. O SUV custará R$ 98.900, na versão LX 4x2, e R$ 114.900, na EXL 4x4. (VEJA MAIS DO CARRÃO)
Assim como o sedã Civic 2014, o modelo terá a tecnologia que dispensa o reservatório de partida a frio. Além de flex, ele volta sem a opção do câmbio manual. Tanto a LX quanto a topo de linha EXL só terão o automático, o que coloca o CR-V em uma faixa acima de preço, quase a partir dos R$ 100 mil, enquanto, com transmissão mecânica, partia dos R$ 80 mil no ano passado.O CR-V desapareceu na lista dos veículos emplacados no primeiro trimestre deste ano divulgada pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) no início desta semana. Isso porque as últimas unidades da linha 2012 foram trazidas do México em agosto.
As duas versões do CR-V contam com motor 2.0 flex de 4 cilindros e 16 válvulas, que desenvolve 155 cv de potência a 6.300 rpm. O torque máximo é de de 19,5 kgf.m a 4.800rpm com etanol. Quando abastecido a gasolina, são 150 cv de potência a 6.300 rpm, e torque de 19,3 kgf.m a 4.700rpm.
Honda CR-V (Foto: Divulgação)CR-V teve capacidade do tanque aumentada
(Foto: Divulgação)
Sem 'tanquinho'
O sistema que dispensa o "tanquinho" é acionado pelo controle da nova chave-canivete, que destrava as portas, um conjunto de aquecedores entra em ação diretamente na linha de combustível tornando a temperatura, principalmente do álcool, ideal para compor uma mistura ar/combustível pronta para entrar em combustão imediata.
A capacidade do tanque de combustível aumentou em 13 litros (passou a 71 litros), para compensar a autonomia nas situações em que se utiliza o etanol, explica a montadora.
Na lista de equipamentos, a versão LX incorporou alarme presencial e sistema Bluetooth, que permite ao motorista atender chamadas sem a necessidade de manuseio do celular e até mesmo sem tirar as mãos do volante.
Versão intermediária em suspense
A versão intermediária anunciada pela Honda na ocasião do lançamento do Civic 2014, em janeiro passado, ainda está "em negociação", segundo informou a marca nesta quinta. Ela seria chamada EX e teria apenas tração frontal. Se vier, será no fim do ano.
Previsão de vendas menores
A Honda ainda não divulgou a expectativa de vendas para o ano, mas, em janeiro, disse que previa emplacar menos unidades do SUV do que no ano passado. Isso porque, em 2012, a montadora ainda conseguiu trazer para o Brasil uma boa quantidade do CR-V antes de o Brasil limitar a comercialização de carros com aquele país. Com as cotas estabelecidas desde março daquele ano, a Honda afirma que consegue atender apenas metade da demanda que o modelo tem.
Contando com as unidades embarcadas antes da restrição, foram vendidas cerca de 15 mil unidades do CR-V em 2012. "Aquele volume [pré-cotas] fez toda a diferença. Este ano com certeza terá um número menor", lamentou o diretor comercial Sergio Bessa, durante o lançamento do Civic 2014.
Segundo ele, o volume de vendas do CR-V, no entanto, ainda não viabiliza a produção de um carro desse porte no Brasil. Mas estamos estudando as possibilidades", afirma.
FONTE: G1SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Matérias:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...